Mercado fechado

Chinesa Vivo cria conceito de celular modular com opção inovadora para a câmera

Rubens Eishima
·2 minutos de leitura

O conceito de módulos intercambiáveis em celulares não pegou, apesar de tentativas da fabricantes como LG, Google e Motorola. Agora, um conceito da fabricante chinesa Vivo recebeu o prêmio Red Dot Awards, justamente com um sistema modular de câmeras, que funciona tanto para selfies quanto para fotos de paisagens.

Pelas imagens que ilustram a página da premiação, o módulo fotográfico fica alojado na parte superior do celular, podendo ser guardado como nos sistemas retráteis usados no Vivo NEX 3 ou Vivo V17 Pro, por exemplo.

Batizado de IFEA, o sistema oferece opções de controle com voz, acessórios para expansão de armazenamento e até melhoria da estabilidade, sugerindo compatibilidade com tripés e sistemas com gimbal para imagens menos tremidas.

Parte traseira mantém a câmera principal (Imagem: divulgação/Vivo)
Parte traseira mantém a câmera principal (Imagem: divulgação/Vivo)

O formato simétrico do módulo sugere que ele pode ser tanto usado para selfies quanto virado em 180 graus, para ser usado como câmera principal. Outra possibilidade é o uso de sensores com especificações mais avançadas, oferecendo a opção de upgrades no futuro, caso o sistema emplaque.

A página da premiação descreve que o sistema poderia ser usado em conjunto com as câmeras já instaladas no celular, complementando funcionalidades das lentes e sensores originais.

Os desafios de um sistema do tipo são muitos, a começar pelo armazenamento do módulo fotográfico. Qualquer descuido e lá se vai a câmera do celular. Além disso, aparelhos como o LG G5 e a família Moto Z mostraram que, apesar de interessante, o sucesso do conceito modular depende não apenas da disponibilidade de módulos que atraiam a atenção dos consumidores, mas também do sucesso de venda dos aparelhos compatíveis para garantir um público suficiente para os acessórios.

Câmera pode ser removida e até trocada (Imagem: divulgação/Vivo)
Câmera pode ser removida e até trocada (Imagem: divulgação/Vivo)

Ao que tudo indica, o modelo descrito não passa de um conceito, sem previsão de chegada ao mercado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: