Mercado fechará em 2 h 38 min
  • BOVESPA

    111.618,18
    +708,57 (+0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.346,40
    +172,34 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,25
    +2,05 (+2,62%)
     
  • OURO

    1.766,40
    +2,70 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    16.880,95
    +508,50 (+3,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    400,78
    +0,08 (+0,02%)
     
  • S&P500

    3.952,71
    -4,92 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    33.702,45
    -150,08 (-0,44%)
     
  • FTSE

    7.586,37
    +74,37 (+0,99%)
     
  • HANG SENG

    18.597,23
    +392,55 (+2,16%)
     
  • NIKKEI

    27.968,99
    -58,85 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    11.547,50
    +22,75 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4295
    -0,0271 (-0,50%)
     

China usará cortes oportunos de compulsório para manter liquidez ampla, diz gabinete segundo mídia estatal

PEQUIM (Reuters) - A China usará cortes oportunos na taxa de compulsório imposta aos bancos (RRR, na sigla em inglês), juntamente com outras ferramentas de política monetária, para manter a liquidez razoavelmente ampla, disse a mídia estatal nesta quarta-feira, citando uma reunião de gabinete.

Prejudicada pelas restrições contra a Covid-19 e uma forte desaceleração imobiliária, a economia da China tem lutado para se recuperar, mesmo depois de uma enxurrada de medidas este ano para estimular a demanda doméstica.

A atividade econômica no quarto trimestre "é crucial para o crescimento do ano cheio", de acordo com a reunião do Conselho de Estado presidida pelo primeiro-ministro, Li Keqiang, na terça-feira, acrescentando que agora é um "momento crítico" para consolidar uma base estável da economia.

"Usaremos ferramentas de política monetária, como cortes de compulsório, de maneira oportuna e apropriada para manter uma liquidez razoável e suficiente."

A economia da China sofreu uma ampla desaceleração em outubro e um aumento recente nos casos de Covid-19 aprofundou os temores sobre seu crescimento no último trimestre de 2022, em meio a um setor imobiliário em dificuldades, uma alta taxa de desemprego entre os jovens e restrições prolongadas sob o regime Covid-zero de Pequim.

O Banco do Povo da China geralmente segue as orientações do gabinete, que supervisiona a segunda maior economia do mundo e traça o curso fundamental das políticas econômicas da China.

O banco central cortou pela última vez a taxa de compulsório - a quantidade de dinheiro que os bancos devem manter como reservas - em 25 pontos-base em abril, quando o centro comercial de Xangai entrou em um bloqueio em toda a cidade.

A China manterá suas operações econômicas dentro de uma faixa razoável e se esforçará para obter resultados relativamente bons, informou a CCTV, acrescentando que as políticas fiscais e financeiras anteriores estavam surtindo efeito, mas ainda tinham grande potencial.

O gabinete também pediu a estabilização e expansão do consumo e prometeu apoiar o desenvolvimento sólido da economia de plataforma.

Para apoiar o mercado imobiliário lento, a China vai impulsionar a implementação de empréstimos especiais para entrega em domicílio e incentivar os bancos comerciais a emitir novos empréstimos, informou a CCTV.

(Reportagem de Ellen Zhang e Kevin Yao)