Mercado abrirá em 8 h 41 min
  • BOVESPA

    122.964,01
    +1.054,98 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.655,29
    -211,86 (-0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,05
    -0,23 (-0,35%)
     
  • OURO

    1.827,30
    -8,80 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    57.876,20
    +2.404,98 (+4,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.565,28
    +1.322,60 (+545,00%)
     
  • S&P500

    4.152,10
    -36,33 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    34.269,16
    -473,66 (-1,36%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    27.910,60
    -103,21 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    28.066,05
    -542,54 (-1,90%)
     
  • NASDAQ

    13.206,75
    -139,25 (-1,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3360
    -0,0094 (-0,15%)
     

China tornará a recuperação econômica mais equilibrada, diz Politburo

·1 minuto de leitura

PEQUIM (Reuters) - A recuperação econômica da China continua desigual e suas bases não são sólidas, disse nesta sexta-feira um órgão decisório do Partido Comunista, prometendo tornar a recuperação mais equilibrada.

A China promoverá uma recuperação rápida da demanda interna e encorajará a indústria e o investimento privado para se recuperem o mais rápido possível, informou a agência de notícias estatal Xinhua, citando uma reunião do Politburo presidida pelo presidente Xi Jinping.

A economia chinesa registrou um crescimento de 18,3% no primeiro trimestre, após a queda acentuada decorrente do coronavírus no ano passado, impulsionada por uma demanda interna e externa mais forte e pelo apoio contínuo do governo a empresas menores.

"A recuperação econômica atual é desigual e a base não é sólida", informou o Politburo, segundo a Xinhua.

"É necessário implementar políticas macro com precisão, manter a continuidade, estabilidade e sustentabilidade das políticas macro, e não dar uma guinada repentina".

A China manterá a liquidez razoavelmente ampla e aumentará o apoio à economia real, setores importantes e a quaisquer elos fracos da economia, disse.

O governo deve se concentrar mais no aprofundamento das reformas do lado da oferta para ajudar a sustentar o crescimento econômico nos próximos cinco anos, complementou.

A China buscará manter suas operações econômicas em um intervalo razoável, ao mesmo tempo em que mantém a taxa de câmbio do iuan basicamente estável, disseram os participantes da reunião.

(Por Lusha Zhang e Kevin Yao)