Mercado fechará em 55 mins
  • BOVESPA

    100.227,72
    -789,24 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.973,20
    -272,66 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,71
    +1,15 (+2,98%)
     
  • OURO

    1.911,50
    +5,80 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    13.690,00
    +582,77 (+4,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    271,36
    +10,07 (+3,86%)
     
  • S&P500

    3.403,42
    +2,45 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    27.606,08
    -79,30 (-0,29%)
     
  • FTSE

    5.728,99
    -63,02 (-1,09%)
     
  • HANG SENG

    24.787,19
    -131,59 (-0,53%)
     
  • NIKKEI

    23.485,80
    -8,54 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    11.584,00
    +91,75 (+0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6935
    +0,0530 (+0,80%)
     

China teria mandado seguradora Anbang vender Waldorf Astoria e ativos estrangeiros

O histórico Waldorf Astoria Hotel pertente ao grupo de seguros chinês Anbang
O histórico Waldorf Astoria Hotel pertente ao grupo de seguros chinês Anbang

A China mandou o grupo de seguros Anbang, conglomerado dono do histórico hotel Waldorf Astoria, em Nova York, vender seus ativos no exterior, disse a Bloomberg News nesta segunda-feira.

A agência de notícias citou fontes anônimas ligadas ao negócio e afirmou que autoridades chinesas disseram à Anbang para trazer os lucros de volta para a China, após de desfazer dos negócios no exterior.

A empresa negou a notícia. "A Anbang atualmente não tem planos de vender seus ativos no exterior", disse em nota à Boomberg.

"Hoje, os variados negócios e operações da Anbang estão normais, e a empresa tem caixa amplo e capacidade de solvência suficiente".

No ano passado, Pequim começou a introduzir restrições para conter a saída de capitais ao exterior. Os agentes reguladores estão investigando potenciais empréstimos arriscados para grandes empresas, como os conglomerados Wanda, HNA e Fosun.

Fundada há 13 anos, a Anbang foi de seguradora de bens nacional a gigante financeira, ficando conhecida no mundo todo por comprar o Waldorf Astoria por 1,95 bilhão de dólares em 2014, um recorde.