Mercado fechará em 4 h 30 min
  • BOVESPA

    108.720,43
    -256,27 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,19
    -2,09 (-2,74%)
     
  • OURO

    1.749,50
    -4,50 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    16.190,62
    -365,79 (-2,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,46
    -0,83 (-0,22%)
     
  • S&P500

    4.000,45
    -25,67 (-0,64%)
     
  • DOW JONES

    34.247,38
    -99,65 (-0,29%)
     
  • FTSE

    7.456,46
    -30,21 (-0,40%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.695,25
    -87,50 (-0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6180
    -0,0064 (-0,11%)
     

China tem o carro elétrico mais barato do mundo

China terá o modelo de carro elétrico mais barato do mundo
China terá o modelo de carro elétrico mais barato do mundo
  • Convertido para Real, veículo sairia por R$ 50 mil;

  • Brasil já conta com outro modelo de carro elétrico barato, o Logigo Lliro;

  • Autonomia do I-Go é de 200 quilômetros.

Que o futuro dos carros é elétrico todos sabem, mas até que isso se torne uma realidade, as montadoras de veículos lutam entre si para conseguir ser a primeira a popularizar os modelos movidos a eletricidade. Na China, a startup americana Mullen Automotive lançou o carro elétrico mais barato do mundo, o I-Go.

Por lá, a novidade está saindo por US$ 9,3 mil, ou R$ 50 mil na conversão atual. Em comparação, por aqui o modelo mais barato dentre todos carros elétricos disponíveis para uso urbano no Brasil é o Renault Kwid E-Tech, que não sai por menos de R$ 146 mil. A própria versão do Kwid a combustão está mais cara do que o I-Go.

Se formos falar em termos gerais, por aqui o carro elétrico mais barato é o Logigo Lliro, um mini hatch elétrico com autonomia de 100 quilômetros. O veículo é vendido diretamente pelo site da Logigo aqui no Brasil, no entanto, ele não pode ser usado nas ruas brasileiras pelo fato de não vir com airbags frontais e nem freios ABS. Ou seja, no país ele poderá ser usado apenas em terrenos fechados, como aeroportos, empresas e condomínios.

Já o I-Go tem como objetivo o uso urbano, mas não descarta também a venda direta para empresas e condomínios que necessitem de carros para seus circuitos fechados. O modelo conta com espaço para 4 pessoas e possui uma autonomia média de 200 quilômetros graças a sua bateria de 16,5 kWh.

Com um motor de 46 cv de potência, 10,4 mkgf de torque máximo e peso de 795 kg, o I-Go consegue atingir uma velocidade máxima de 100 km/h. A Mullen Automotive afirmou que pretende vender o veículo em outros mercados. Segundo a empresa, o próximo país a receber o modelo será a Alemanha, embora por lá ele seja vendido por um preço um pouquinho maior, cerca de US$ 12 mil, ou R$ 64 mil, sem taxas.