Mercado abrirá em 3 h 27 min
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,82
    +1,33 (+1,91%)
     
  • OURO

    1.782,40
    +2,90 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    51.146,73
    +2.842,75 (+5,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.324,54
    +64,38 (+5,11%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.286,93
    +54,65 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.059,75
    +217,00 (+1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4259
    +0,0023 (+0,04%)
     

China tem nave pronta para resgatar seus astronautas em caso de emergência

·2 min de leitura

Recentemente, a China lançou a missão Shenzhou-13, que levou um trio de taikonautas para uma estadia de seis meses a bordo do módulo Tianhe, o central da nova estação espacial Tiangong-3. Então, como uma forma de priorizar a segurança dos tripulantes, o país já preparou a nave Shenzhou-14 e o foguete Long March-2F, deixando-os posicionados para um lançamento de emergência, caso haja necessidade de resgatar a tripulação.

Enquanto a nave Shenzhou-13 levava o comandante Zhai Zhigang e os taikonautas Wang Yaping e Ye Guangfu rumo ao módulo, os técnicos em solo prepararam a nave Shenzhou-14 aqui na Terra, que já está abastecida e pronta para uma missão de resgate no caso de uma emergência em órbita. Jia Shijin, designer-chefe do sistema de naves tripuladas na China Academy of Space Technology (CAST), afirmou que a montagem e os testes da nave Shenzhou-14 foram finalizados.

Foguete Long March-2F com a nave Shenzhou-13 às vésperas do lançamento (Imagem: Reprodução/CMSE on weibo/Yang Jun)
Foguete Long March-2F com a nave Shenzhou-13 às vésperas do lançamento (Imagem: Reprodução/CMSE on weibo/Yang Jun)

De acordo com ele, “a nave está em standby, pronta para um lançamento rápido e uma operação de resgate emergencial”, conforme disse à emissora estatal CCTV. Durante a missão Shenzhou-13, os taikonautas vão realizar entre duas e três atividades extraveiculares, além de experimentos científicos e tecnológicos. Contudo, caso surja alguma emergência, como no caso de falhas no funcionamento do módulo ou impacto de detritos espaciais, a Shenzhou-14 estará pronta para ser lançada.

A China Academy of Launch Vehicle Technology (CALT), que desenvolve os foguetes Long March-2F, afirmou ao jornal Global Times que, em um cenário destes, todo o pessoal envolvido devem se apresentar em até duas horas, e aqueles envolvidos no lançamento de emergência devem se preparar para voar em até 48 horas. Esta estratégia é, de certa forma, uma adaptação do programa Launch On Need, da NASA, que deixava missões preparadas para resgatar tripulantes dos ônibus espaciais no caso de os veículos serem danificados em órbita. Agora, a China adota práticas semelhantes.

A nave Shenzhou-13, por exemplo, também ficou preparada durante a missão Shenzhou-12 para um possível resgate de emergência. “Quando houver uma nova nave indo à órbita ou um novo grupo de taikonautas entrando na estação, haverá uma nova nave pronta para uma resposta de emergência”, disse um representante do programa espacial tripulado do país, ressaltando que esta prática será o novo normal adotado. Por outro lado, se não houver nenhuma emergência, a Shenzhou-14 será lançada normalmente com tripulação própria no ano que vem, após o retorno da Shenzhou-13.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos