Mercado abrirá em 9 h 17 min
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,96
    -0,40 (-0,76%)
     
  • OURO

    1.827,00
    -2,90 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    35.865,46
    +162,53 (+0,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    698,82
    -36,32 (-4,94%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.681,82
    +107,96 (+0,38%)
     
  • NIKKEI

    28.299,09
    -220,09 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    12.759,50
    -42,75 (-0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3882
    -0,0044 (-0,07%)
     

China suspende importações de unidade da Aurora por preocupação com Covid-19

·1 minuto de leitura
Carne suína à venda em mercado em Pequim, China

SÃO PAULO (Reuters) - A China suspendeu as importações provenientes de uma fábrica de carne suína operada pela Aurora Alimentos por preocupações relativas ao coronavírus, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta segunda-feira.

O Ministério da Agricultura confirmou que foi informado pelas autoridades chinesas, no dia 28 de dezembro, sobre a suspensão da habilitação da planta de suínos, conforme comunicado enviado à Reuters.

O ministério disse que a China "solicitou informações sobre os casos de Covid-19 no estabelecimento", sem dar mais detalhes.

A ABPA afirmou que está oferecendo suporte à Aurora e fornecendo ao Ministério da Agricultura informações cujo envio a autoridades chinesas possa ser necessário para que a proibição seja revertida.

"A ABPA ressalta que se trata de uma situação pontual e pretérita", disse a entidade. "Todas as informações e demonstrações de boas práticas da cooperativa --que segue os rígidos protocolos setoriais e oficiais referentes à Covid-19-- foram detalhadamente demonstradas às autoridades chinesas."

A unidade da Aurora afetada pela suspensão está localizada na cidade de Chapecó, em Santa Catarina, afirmou a ABPA. A China já realizou suspensões semelhantes contra outros frigoríficos brasileiros, incluindo JBS e BRF, mas algumas das proibições já foram removidas.

A ABPA reiterou que não há comprovação científica de risco de contaminação de Covid-19 por meio do consumo de alimentos.

(Por Ana Mano)