Mercado fechará em 1 h 2 min
  • BOVESPA

    124.068,16
    -1.935,70 (-1,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,87
    +28,08 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,57
    -0,34 (-0,47%)
     
  • OURO

    1.800,30
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    37.905,66
    -1.817,96 (-4,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    895,58
    +19,34 (+2,21%)
     
  • S&P500

    4.392,35
    -29,95 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    34.992,89
    -151,42 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.996,08
    -29,35 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.086,43
    -1.105,89 (-4,22%)
     
  • NIKKEI

    27.970,22
    +136,93 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    14.893,00
    -224,75 (-1,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1261
    +0,0158 (+0,26%)
     

China reforçará supervisão de empresas listadas no exterior

·1 minuto de leitura
Bandeira da China em Pequim

PEQUIM (Reuters) - A China intensificará a supervisão de empresas chinesas listadas no exterior, disse seu gabinete nesta terça-feira, dias depois de autoridades do país lançarem uma investigação sobre segurança cibernética envolvendo a gigante Didi Global, pouco após seu IPO no mercado acionário norte-americano.

Sob as novas medidas, a China vai melhorar a regulamentação dos fluxos de dados e segurança transfronteiriços, reprimir atividades ilegais no mercado de valores mobiliários e punir a emissão fraudulenta de valores mobiliários, manipulação de mercado e informações privilegiadas, segundo o comunicado.

A China também verificará as fontes de financiamento para investimento em títulos e as taxas de alavancagem de controle.

(Reportagem de Colin Qian, Judy Hua, Kevin Yao e Tony Munroe)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos