Mercado fechado

China procura combater danos ambientais causados ​​pela mineração

Por Min Zhang e Emily Chow

Por Min Zhang e Emily Chow

PEQUIM (Reuters) - A China planeja promover investimentos na reparação de danos ambientais causados ​​pela mineração e deseja que uma combinação de entidades públicas e privadas contribua, informou o Ministério de Recursos Naturais nesta terça-feira.

Mais de 3,6 milhões de hectares de terra na China foram usados ​​e danificados pelas atividades de mineração no final de 2018, informou o ministério em comunicado em seu site.

Até agora, a restauração foi sustentada pela falta de políticas efetivas para estimular o investimento, segundo o ministério.

O "caminho orientado para o mercado" do ministério para o processo de restauração visa incentivar o reparo e a utilização das terras das minas, incluindo o uso adequado de solo abandonado e pedras que sobraram da mineração.

Ele também busca incentivar o investimento de capital social, concedendo direitos de uso da terra para terrenos abandonados estatais após a restauração.

Os planos, que entrarão em vigor por cinco anos, contemplarão todas as entidades, incluindo empresas privadas, de acordo com o ministério.

(Reportagem de Min Zhang e Emily Chow)