Mercado abrirá em 7 h 41 min
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,34
    -0,63 (-0,88%)
     
  • OURO

    1.749,30
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    45.775,02
    -2.125,37 (-4,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.146,12
    -79,41 (-6,48%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    23.937,75
    -983,01 (-3,94%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.241,50
    -84,50 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1891
    -0,0103 (-0,17%)
     

China não relata novos casos locais de Covid-19 pela 1ª vez desde julho

·1 minuto de leitura
Menino de máscara protetora caminha perto da Estação Ferroviária de Xangai

Por Ryan Woo e Roxanne Liu

PEQUIM (Reuters) - A China não relatou nenhum caso novo de Covid-19 transmitido localmente pela primeira vez desde julho nesta segunda-feira, sinal de que o surto atual pode estar arrefecendo em meio à tolerância zero de Pequim e às rigorosas medidas antivírus adotadas em todo o país.

Mais de 1.200 infecções foram confirmadas em um surto que autoridades disseram ter sido impulsionado principalmente pela altamente transmissível variante Delta, que foi trazida do exterior e provocou um foco no fim de julho em Nanjing, cidade do leste chinês.

Nenhuma morte foi relatada durante o surto, mas este levou autoridades de todo o país a impor medidas antiepidêmicas, como exames em massa de milhões de pessoas para identificar e isolar portadores, além de restrições de viagem de graus variados.

Economistas dizem acreditar que as medidas reduzirão o crescimento da segunda maior economia do mundo no trimestre que se encerra em setembro.

Em toda a China, os novos casos diários caíram para um único dígito na semana passada, após baterem um pico no início de agosto.

A partir do fim de semana, autoridades suspenderam lockdowns em algumas áreas de Pequim, assim como nas cidades de Wuhan e Jingmen, localizadas na província central de Hubei, depois de estas isolarem algumas áreas para conter o vírus. Sichuan permitiu que agências de viagem retomassem passeios fora da província, mas vetando locais ainda considerados em risco.

Xangai, contudo, sujeitou centenas de pessoas a uma quarentena no fim de semana após relatos de novas infecções.

(Por Ryan Woo, Roxanne Liu, Stella Qiu, Colin Qian, Cheng Leng e Gabriel Crossley)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos