Mercado abrirá em 5 h 53 min
  • BOVESPA

    107.735,01
    -3.050,99 (-2,75%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.020,05
    -278,15 (-0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,99
    -0,51 (-0,62%)
     
  • OURO

    1.787,70
    +5,80 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    63.097,87
    -1.869,29 (-2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.500,73
    -33,92 (-2,21%)
     
  • S&P500

    4.549,78
    +13,59 (+0,30%)
     
  • DOW JONES

    35.603,08
    -6,26 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.190,30
    -32,80 (-0,45%)
     
  • HANG SENG

    26.032,61
    +15,08 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    28.798,44
    +89,86 (+0,31%)
     
  • NASDAQ

    15.392,25
    -86,50 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5813
    +0,0003 (+0,00%)
     

China mira mais tarifas de exportação para esfriar setor de aço

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A China estuda impor mais tarifas sobre as exportações de aço para atingir o duplo objetivo de reduzir a produção doméstica e controlar a alta dos preços que reforça a preocupação com a inflação.

As possíveis tarifas em discussão variam de 10% a 25%, e os produtos incluem bobina a quente, segundo duas pessoas a par do assunto, que pediram anonimato. As autoridades buscam implementar as tarifas no terceiro trimestre, embora estas ainda estejam sujeitas à aprovação final, disse uma das pessoas.

A maior indústria siderúrgica do mundo já eliminou descontos em impostos de exportação e elevou tarifas para alguns produtos a partir do início de maio para garantir a oferta doméstica. As novas tarifas terão como alvo alguns produtos não cobertos pela rodada anterior, de acordo com uma das fontes.

A agência alfandegária da China não respondeu de imediato a um fax com pedido de comentário sobre os planos.

“A mensagem que isso envia ao mercado é que existe risco moral entre produtores de aço plano chineses, que podem se sentir tentados a ignorar as ordens do governo devido às margens extremamente amplas”, disse Atilla Widnell, diretor-gerente da Navigate Commodities. Exportadores de aço laminado plano da China poderiam absorver uma tarifa de até 20%, embora produtores menores e com custo marginal mais alto seriam afetados, disse.

A China, maior exportador mundial de aço, conduz uma reforma industrial para reduzir a produção em 2021 e as emissões de carbono de uma de suas indústrias mais poluentes. O foco na oferta doméstica vem na esteira do aumento da demanda, que elevou os preços para um recorde no início do ano, e pode apertar mercados globais marcados pelos ganhos do aço à medida que economias se recuperam da pandemia.

Fora da China, os mercados mostram o maior rali do aço em uma geração. Os preços na Europa e na América do Norte batem recordes enquanto governos gastam com estímulos e infraestrutura. Usinas se esforçam para aumentar a oferta depois da paralisação durante a pandemia, e produtores ocidentais não estão interessados em expandir capacidade depois de enfrentar anos de preços baixos e fechamentos.

Na China, autoridades implementaram uma série de restrições à produção como parte da meta de zerar as emissões líquidas. Mas o resultado foi um aumento do volume produzido no primeiro semestre - a caminho de superar o recorde do ano passado - devido ao receio da escalada das restrições e escassez. Isso elevou os preços do aço, incentivando usinas a continuarem produzindo grandes volumes, e coincidiu com a forte demanda dos setores de manufatura e construção.

“Se as medidas forem implementadas, isso inevitavelmente enfraquecerá o entusiasmo pelas exportações”, disse Ban Peng, analista da Maike Futures. “Mas pode não ser adequado para cobrir o potencial déficit criado pelos cortes esperados na produção de aço bruto na China no segundo semestre. Os preços domésticos continuarão fortes no resto do ano.”

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos