Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.665,29
    -1.470,91 (-2,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

China isolada é o único país que mantém estratégia Covid Zero

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Durante grande parte da pandemia, um grupo de regiões da Ásia-Pacífico reduziu as infecções a zero, tornando-se paraísos livres do vírus em um mundo devastado pelo patógeno. Agora, com o surgimento da variante Delta e a proliferação de vacinas, apenas a China ainda se mantém firme na meta de eliminar a Covid-19.

Most Read from Bloomberg

Enquanto a Nova Zelândia se prepara para abandonar a estratégia de tolerância zero, o isolamento da China é completo, aumentando as apostas sobre por quanto tempo o país pode seguir um manual que exige fronteiras fechadas, lockdowns abruptos e interrupções repetidas da atividade social e econômica.

Um por um, lugares Covid Zero como Singapura e Austrália decidiram que a abordagem é insustentável, voltando-se para a vacinação para proteger as pessoas de doença na forma grave e morte, enquanto diminuem as tentativas de controlar o número de infecções.

Em contraste, a decisão da China de erradicar todas as infecções parece ter se fortalecido, embora 75% de sua vasta população esteja completamente vacinada. O país agora está lutando com seu quarto surto da variante Delta em dois meses e, nesta semana, uma prefeitura na província de Xinjiang entrou em lockdown devido a duas infecções assintomáticas em meio a um período de pico do turismo.

O território chinês de Hong Kong, que até agora evitou a transmissão local da Delta, também deixou claro que seu status como centro financeiro global é menos importante do que as conexões para o continente e o objetivo conjunto de eliminação.

A tarefa provavelmente ficará ainda mais difícil à medida que se aproxima a temporada de frio -- condição em que o vírus se espalha melhor. Em três meses, Pequim sediará as Olimpíadas de Inverno, recebendo milhares de atletas de todo o mundo.

“Covid Zero a médio e longo prazo é insustentável”, disse Peter Collignon, médico infectologista e professor da Australian National University Medical School. “A Delta mostra a quase impossibilidade disso. É difícil ver como a China conseguirá chegar a zero Covid neste inverno.”

Ainda assim, o status tornou-se um ponto político de orgulho para a China, com as autoridades proclamando seu sucesso em conter o vírus como uma vitória ideológica e moral sobre os EUA e outras nações que agora tratam o vírus como endêmico.

Estratégia Covid Zero pode deixar China isolada por anos

Autoridades na China disseram que não vão manter a estratégia Covid Zero para sempre, embora só considerem uma mudança quando a abordagem não funcionar mais ou os custos forem muito altos -- parâmetros que não foram divulgados. As prefeituras estão sendo solicitadas a criar instalações especializadas de quarentena que podem abrigar milhares de pessoas que chegarem do exterior até o final de outubro, sinalizando que as onerosas restrições às viagens dificilmente serão atenuadas no curto prazo.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos