Mercado fechado

China implementará mais políticas para estabilizar empregos em meio pressão crescente

PEQUIM (Reuters) - A China vai agir com mais força para estabilizar o emprego à medida que a economia esfria, disse o canal de televisão estatal CCTV nesta quarta-feira, citando uma reunião de gabinete presidida pelo primeiro-ministro chinês Li Keqiang.

Com o crescimento econômico próximo de mínimas em 30 anos e os lucros industriais diminuindo, Pequim foi pressionada a lançar estímulos de maneira mais rápida e agressiva, mesmo que arrisque aumentar sua dívida. Manter a maior população do mundo em atividade também é visto como vital para a estabilidade política.

A CCTV disse que as políticas consideradas pelo gabinete incluem facilitar o processo para pequenas e micro empresas solicitarem empréstimos para startups e uma recompensa única em dinheiro para trabalhadores imigrantes que deixam grandes cidades para iniciar um negócio em sua cidade natal, geralmente em regiões rurais.