Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    23.357,38
    +14,62 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

China diz ter quebrado criptografia com computadores quânticos; Bitcoin está ameaçado?

Computador quântico óptico chinês Jiuzhang 2.0 pode resolver um problema 10 ^ 24 mais rápido que um computador clássico.
Computador quântico óptico chinês Jiuzhang 2.0 pode resolver um problema 10 ^ 24 mais rápido que um computador clássico.

Pesquisadores chineses surpreenderam o mundo ao afirmar terem conseguido quebrar a criptografia RSA de baixo nível – o método de criptografia padrão usado em transmissões seguras de dados em todo o mundo – usando um híbrido de computador quântico e clássico.

Os cientistas dizem em um artigo que o método pode ser usado para quebrar a criptografia RSA avançada de 2048 bits usando um computador quântico de 372 qubits, algo que teria grandes implicações de segurança.

A notícia gerou preocupações, principalmente de especialistas em segurança cibernética. No entanto, muitos outros descreveram a afirmação como impossível.

Como o Bitcoin e outras criptomoedas são protegidas por criptografia — e toda a Internet — também surgiram preocupações sobre o bitcoin ser hackeado com o método de “força bruta” usando computadores quânticos.

Se o que os pesquisadores da China falam for verdade, marcaria um momento significativo na história da segurança de computadores, disse Roger Grimes, autor e especialista em segurança de computadores, ao Financial Times.

“Isso significaria que os governos poderiam quebrar os segredos de outros governos. Se for verdade – um grande se – seria um segredo como nos filmes e uma das maiores coisas da ciência da computação.”

Apesar de a notícia ter levantado sérias preocupações sobre a segurança da computação, muitos especialistas consideram a afirmação como uma farsa — pelo menos por enquanto.

“Um de nossos colegas descreveu isso como a maior farsa que vimos em quase 25 anos”, disse Andre Koenig, CEO e cofundador da Global Quantum Intelligence, ao Decrypt.

Koenig classifica as informações como propaganda enganosa da China, que carece de uma prova de conceito que demonstre a quebra bem-sucedida dos padrões de criptografia atuais.

Apesar disso, especialistas de segurança dos EUA alertaram o governo que a China se tornou um ator importante na computação quântica e provavelmente coletará dados americanos criptografados na esperança de eventualmente descriptografá-los quando os sistemas quânticos avançados entrarem em operação.

“A computação quântica é uma tecnologia em rápida evolução com potencial disruptivo de longo alcance, e a China é um dos principais desenvolvedores dela”, disse o chefe de inteligência estratégica de ameaças cibernéticas da BAH, Nate Beach-Westmoreland, ao Nextgov.

A ameaça da computação quântica à criptografia

Especialistas da computação estão correndo contra o tempo para substituir a criptografia RSA e outras soluções de criptografia padrão por criptografia pós-quântica que poderia resistir a ataques de tais máquinas.

A suposição de que os computadores quânticos poderão quebrar a criptografia RSA decorre de um algoritmo publicado pelo matemático Peter Schnorr em 1994, que tem o potencial de quebrar a maioria dos sistemas criptográficos atuais, incluindo o RSA, em um curto período de tempo.

O algoritmo, no entanto, requer um computador quântico com milhões de qubits [a unidade de poder de computação quântica] para funcionar, algo que provavelmente está a uma década ou menos de ser uma realidade.

A máquina mais avançada atualmente é a Osprey da IBM, que deve entrar em operação ainda este ano e terá 433 qubits.

Portanto, o novo artigo de pesquisadores do Laboratório Estatal de Engenharia Matemática e Computação Avançada em Zhengzhou, China, levantou várias sobrancelhas, já que ele propõe um algoritmo diferente que pode quebrar o RSA de 2048 bits com um computador quântico menos poderoso.

A solução é baseada em uma proposta do matemático alemão Claus-Peter Schnorr, que escreveu em 2022 que é possível fatorar grandes números de maneira mais eficiente, quebrando o código RSA e fazendo isso com um computador clássico.

A técnica de Schnorr não pode ser empregada para funcionar com um computador comum, mas os chineses disseram que é possível preencher a lacuna usando um computador quântico para assumir parte do cálculo.

Os pesquisadores chineses disseram ter sido capazes de quebrar o RSA de 48 bits usando um sistema híbrido baseado em computador quântico de 10 qubits e poderia fazer o mesmo para 2048 bits se tivesse acesso a um computador quântico com pelo menos 372 qubits.

Dado que a afirmação é surpreendente, e pode causar caos mundial, a maioria dos pesquisadores de segurança continua cética, mas com medo.

“Pode não ser verdade, mas obviamente é possível”, escreve o renomado especialista de segurança Bruce Scheiner em seu blog. Ele acrescenta que os pesquisadores chineses afirmaram em seu artigo que foram capazes de “fatorar números de 48 bits usando um computador quântico de 10 qbits. Não há barreiras óbvias. [para tal feito].”

Ameaça ao Bitcoin?

O momento em que um computador quântico quebrar o RSA e outras soluções de criptografia é conhecido como Q-Day entre os pesquisadores, e pode demorar mais alguns anos.

A situação abriria muitos segredos sensíveis para exposição potencial e, conforme os computadores quânticos conseguem acelerar o processamento de cálculos, não há dúvidas que eles sejam uma questão de segurança importante.

Como consequência, não apenas o Bitcoin como também outros serviços que utilizam criptografias consideradas seguras atualmente precisarão se atualizar para modelos resistentes a computação quântica.

Alguns estudos sugerem que os computadores quânticos serão uma ameaça para o Bitcoin apenas quando atingirem 4.000 qubits. Enquanto isso, outros apontam que uma transação só poderia ser interceptada por um computador quântico com 317 milhões a 1,9 bilhão de qubits, números bem distantes da realidade atual.

Fonte: Livecoins

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.