Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.457,00
    -3.432,21 (-8,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

China diz que vai acelerar emissão de títulos e estimular investimentos, segundo imprensa estatal

·1 min de leitura
Região empresarial de Pequim

PEQUIM (Reuters) - A China vai acelerar a emissão de títulos especiais do governo local para ajudar a impulsionar o investimento efetivo, disse o gabinete de acordo com a imprensa estatal nesta segunda-feira, em uma tentativa de apoiar uma economia em desaceleração.

A China acelerará a emissão de títulos especiais locais sob a cota de 2022 e investirá fundos de 1,2 trilhão de iuanes (188,34 bilhões de dólares) em títulos locais emitidos no quarto trimestre de 2021 em projetos o mais rápido possível, disse o gabinete.

Em dezembro, o Ministério das Finanças chinês disse que havia emitido 1,46 trilhão de iuanes na cota antecipada de 2022 para títulos especiais do governo local para ajudar a estimular o investimento e apoiar a economia.

O aumento dos gastos do governo ajudará a impulsionar o investimento privado no primeiro trimestre de 2022, disse o gabinete.

A China também expandirá o consumo final, acrescentou.

A economia chinesa enfrenta vários desafios, uma vez que a desaceleração imobiliária e as rigorosas restrições da Covid-19 têm afetado os gastos do consumidor.

(Reportagem de Kevin Yao e da redação de Pequim)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos