China cria metas para 11 setores da indústria

O Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China renovou o seus esforços para acelerar a consolidação de quase uma dúzia de setores industriais, incluindo o aço, tecnologia da informação e construção naval.

Em um comunicado, o ministério disse que pretende aumentar os níveis de concentração da indústria para uma série de grandes produtores, incluindo os do cimento, automotivo, transporte, alumínio, terras raras, medicina e agricultura.

"A concentração da indústria destes setores não é alta. As empresas são pequenas e fragmentadas, com superprodução e baixos níveis de especialização", disse.

O ministério informou que vai incentivar fusões e aquisições e "alianças estratégicas" em todos estes setores, assim como desenvolver um grupo "globalmente competitivo" de grandes empresas. O órgão do governo reiterou o incentivo de longo prazo para as empresas chinesas "saírem" do país e explorarem mercados estrangeiros.

No setor de aço, o ministério disse que deseja que as 10 principais siderúrgicas representem cerca de 60% da produção total de aço até 2015 e formem empresas globalmente competitivas.

O setor de tecnologia da informação deve ter entre 5 e 8 empresas com vendas acima de 100 bilhões de yuans, cada uma, até 2015, disse.

Em alumínio, os 10 maiores produtores devem responder por 90% da produção da indústria em 2015, declarou o ministério. Em transporte, os 10 principais estaleiros devem responder por 70% ou mais da produção total de navios em 2015.

Segundo o comunicado, no setor automotivo, os 10 maiores fabricantes de automóveis devem responder por 90% de concentração da indústria em 2015.

As informações são da Dow Jones.

Carregando...