Mercado fechará em 5 h 15 min
  • BOVESPA

    109.768,56
    +1.280,68 (+1,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.572,62
    +54,32 (+0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,42
    -0,86 (-0,78%)
     
  • OURO

    1.852,30
    +10,20 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    30.243,50
    +257,87 (+0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    678,52
    +3,64 (+0,54%)
     
  • S&P500

    3.946,44
    +45,08 (+1,16%)
     
  • DOW JONES

    31.738,31
    +476,41 (+1,52%)
     
  • FTSE

    7.499,75
    +109,77 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.913,00
    +72,25 (+0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1189
    -0,0339 (-0,66%)
     

China constrói 'lua artifical' para experimento de gravidade

·1 min de leitura
Cienstistas da China construíram 'lua artificial' para testar baixa gravidade.
Cienstistas da China construíram 'lua artificial' para testar baixa gravidade.
  • Cientistas da China construíram uma instalação de pesquisa que simulará ambiente de baixa gravidade por magnetismo;

  • Segundo um engenheiro geotécnico da Universidade de Mineração e Tecnologia da China, a câmara será preenchida com rochas e poeira para imitar a superfície lunar;

  • A instalação tem lançamento oficial previsto para este ano.

Recentemente, a China quebrou um recorde com a duração em alta temperatura do seu “Sol Artificial”, um reator de fusão que, por mais de 17 minutos, ficou dez vezes mais quente que o núcleo do sol.

Agora, os cientistas chineses também têm sua espécie de “lua artificial”, mas para realizar outro experimento: uma instalação de pesquisa que permitirá a simulação de ambiente de baixa gravidade por magnetismo.

Leia também:

A instalação, que tem lançamento oficial previsto para este ano, terá poderosos campos magnéticos dentro de uma câmara de vácuo de 60 centímetros de diâmetro que fará a gravidade “desaparecer”.

Li Ruilin, engenheiro geotécnico da Universidade de Mineração e Tecnologia da China, afirma que o espaço será preenchida com rochas e poeira para imitar a superfície lunar.

Segundo o cientista, o ambiente será o primeiro do tipo no mundo, e lá se poderá manter tais condições de baixa gravidade o tempo que se quiser.

A ideia é utilizar a instalação para testar tecnologias em espaços de baixa gravidade prolongada antes de enviá-las à lua.

O teste servirá para eliminar problemas técnicos caros que poderiam ocorrer. Dessa forma, será possível saber se determinadas estruturas durarão na superfície do satélite natural da Terra.

O resultado dessas experiências servirão para informar o programa de exploração lunar ‘Chang’e’, que leva esse nome em homenagem à deusa chinesa da lua.

As informações são do Space.com.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos