Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.755,71
    -561,09 (-1,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

China confirma primeiro caso de nova cepa da gripe aviária em humanos

·1 minuto de leitura
China confirma primeiro caso de nova cepa da gripe aviária em humanos
China confirma primeiro caso de nova cepa da gripe aviária em humanos

A China confirmou, nesta terça-feira (1º) o primeiro caso de contágio humano com a cepa H10N3, da gripe aviária, no mundo. No entanto, os órgãos de saúde do país destacam que as chances de uma grande propagação do vírus são baixas.

O caso é de um homem de 42 anos, que deu entrada em um hospital de Jiangsu com febre no dia 28 de abril. Um mês depois, o diagnóstico para a variante da gripe aviária veio. Segundo a Comissão Nacional de Saúde Chinesa (NHC) nenhum caso de H10N3 em humanos havia sido registrado até então.

Nova linhagem da gripe aviária

O patógeno foi classificado como tendo pouca possibilidade de causar a morte ou sintomas graves. “O risco de uma propagação em grande escala é extremamente baixo”, avaliou o órgão.

Leia mais:

O estado de saúde do homem foi dado como estável e nenhum sintoma “anormal” foi classificado no paciente. Até então, essa variante da gripe aviária tinha sido detectada apenas em animais.

A principal cepa do vírus em circulação é a H7N9 que causou uma epidemia em 2017. No total, essa variante casou a morte de 616 pessoas e contaminou 1.668 desde 2013 segundo dados da Organização das Nações Unidas.

Não foram dados detalhes de como o paciente se infectou com a H10N3 da gripe aviária. A linhagem, no entanto, é considerada menos grave do que a H7N9 e com uma baixa possibilidade de causar sintomas fortes da doença.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos