Mercado abrirá em 3 h 51 min
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    106,96
    -0,66 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.841,40
    +11,10 (+0,61%)
     
  • BTC-USD

    21.458,55
    +18,46 (+0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    467,96
    +14,06 (+3,10%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.256,83
    +48,02 (+0,67%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.215,50
    +75,00 (+0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5367
    -0,0157 (-0,28%)
     

China conclui estrutura para testar produção de energia solar no espaço

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Universidade de Xidian, na China, finalizou o que descreve como o primeiro sistema de testes totalmente instalado em solo para a produção de energia solar baseada no espaço (ou “SBSP”, na sigla em inglês). O sistema é formado por uma estrutura de ferro com 75 m de altura, projetada para coletar energia solar e convertê-la em corrente elétrica contínua; depois, ela será transformada em microondas transmitidas por uma antena a uma distância de 55 m. O projeto é liderado por Duan Baoyan, especialista da China em sistemas de energia solar baseados no espaço.

A estrutura de 75 m para testes, na Universidade de Xidian (Imagem: Reprodução/Xidian University)
A estrutura de 75 m para testes, na Universidade de Xidian (Imagem: Reprodução/Xidian University)

A estrutura testará tecnologias para a concentração de luz, conversão fotoelétrica, conversão de energia em microondas e mais. Elas serão utilizadas no sistema SSPS-OMEGA (Orb-Shape Membrane Energy Gathering Array), pensado para gerar eletricidade no espaço, em uma órbita geoestacionária. Duan é coautor do projeto OMEGA, e observa que a pesquisa em energia solar está em foco em todo o mundo; mas, mesmo assim, a transformação de um sistema SBSP em realidade ainda pode levar gerações.

“Para usar uma analogia, a transmissão de energia do céu para a Terra é como a prosperidade”, disse. "Este é o objetivo final e deve levar vários anos e pessoas até alcançá-lo, mas podemos começar a trabalhar nele agora e começar de onde tem mais chances de ser atingido", explicou ele. A instalação foi aprovada durante uma inspeção de aceitação no início de junho, três anos antes do período esperado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos