Mercado fechado

China: BC injeta 500 bi de yuans e mercado encerra em alta

Poliana Santos
China: BC injeta 500 bi de yuans e mercado encerra em alta

O banco central da China afirmou nesta terça-feira (4) que está determinado a estabilizar as expectativas do mercado financeiro com as injeções de liquidez, para reconquistar a confiança do setor.

Nesta terça, foi aplicado 500 bilhões de yuans (R$ 303,50 bilhões) de liquidez no sistema bancário por meio de operações de recompra reversa. Na última segunda-feira (3), foi injetado, pelo BC da China, 1,2 trilhão de yuans para estimular empréstimos a empresas.

Após a afirmação do BC chinês, os índices acionários encerraram em alta nesta terça. O principal indicador CSI300, que reúne as principais empresas das duas bolsas, teve uma elevação de 2,64%, trata-se da maior alta desde 1° de julho do ano passado.

A decisão da instituição financeira chinesa é devido ao encerramento do pregão da última segunda em que houve uma perda de US$ 400 bilhões de valor de mercado com as principais bolsas do país asiático fechando em queda de mais de 7%.

A Bolsa de  Xangai fechou em queda de 7,72%, a 2.746,61 pontos. Por sua vez, os papéis negociados na Bolsa de Shenzhen despencaram 8,41%. alcançando 1.609,00 pontos. De acordo com a agência de notícias "Bloomberg", cerca de 3 mil ações atingiram o limite de baixa de 10%.

Nesta terça, o volume de ações negociadas na bolsa de Xangai alcançou 36,40 bilhões de papéis. No pregão anterior, o volume foi de 21,59 bilhões.  A desvalorização é devido aos efeitos do coronavírus na economia chinesa.

Número de vítimas do coronavírus na China sobe para 425

O governo da China informou que o número de mortes provocadas pela epidemia de coronavírus superou 425 pessoas.

Veja Também: Coronavírus e gripe aviária podem aumentar a demanda por carne brasileira na China, diz ABPA

De acordo com as autoridades chinesas,  há no total 19,5 mil pessoas infectadas pelo coronavírus. Somente no dia 3 de fevereiro foram 2.345 novas infecções.

Na província de Hubei, epicentro da epidemia do vírus da China, mais de 13.522 casos foram registrados no total. Desses, 10.990 estão em tratamento em algum hospital, enquanto 58.544 pessoas estão em observação.