Mercado abrirá em 3 h 9 min

China aumenta teto de investimento de seguradoras para 45%

XANGAI (Reuters) - O órgão regulador de bancos e seguros da China afirmou que estava aumentando o teto do quanto as seguradoras do país podem investir em ativos patrimoniais, na tentativa de colocar mais fundos de longo prazo no mercado de capitais.

A Comissão Regulatória de Bancos e Seguros da China (CBIRC, sigla em inglês) afirmou em um comunicado na noite de sexta-feira que permitiria que as seguradoras investissem até 45% do total de seus ativos registrados ao fim do trimestre anterior.

Atualmente, a China limita o investimento de todas as seguradoras em ações em 30% do total de seu patrimônio.

Os investimentos serão limitados a 10% do total do capital social de qualquer empresa listada, acrescentou o órgão regulador.

A agência de notícias oficial do governo chinês disse que a medida de aumentar o teto de investimentos de 30% para 45% deve introduzir centenas de bilhões de yuans no mercado de ações da China.

As ações de Xangai fecharam em alta na sexta-feira, mas ainda sofreram sua maior queda semanal em cinco meses, com os dados melhores do que o esperado do PIB da China alimentando preocupações sobre o ritmo da flexibilização de políticas, enquanto investidores estrangeiros lucraram após uma onda de alta.


(Reportagem de Winni Zhou e Brenda Goh)