Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.746,11
    -1.569,69 (-4,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

China aprova uso da CoronaVac em crianças a partir de 3 anos, diz farmacêutica

·2 minuto de leitura

No combate ao coronavírus SARS-CoV-2, inúmeros laboratórios e farmacêuticas testam a eficácia de seus imunizantes em crianças e jovens. Nesse cenário, a farmacêutica chinesa Sinovac anunciou, na sexta-feira (4), que a China aprovou o uso da CoronaVac — a mesma vacina envasada e distribuída pelo Instituo Butantan no Brasil — em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos.

Com essa autorização inédita de imunizantes contra a COVID-19 para crianças, a China se torna o país que mais cedo imuniza a população contra a doença infecciosa. No entanto, ainda não se sabe quando, exatamente, as crianças poderão ser vacinadas.

CoronaVac tem uso aprovado em crianças a partir de 3 anos na China (Imagem: Reprodução/Photobac/Envato)
CoronaVac tem uso aprovado em crianças a partir de 3 anos na China (Imagem: Reprodução/Photobac/Envato)

Pesquisa da CoronaVac em crianças

"A Sinovac realizou um estudo clínico na população menor [de idade], que começou no início deste ano, com a conclusão dos ensaios clínicos de primeira e segunda fases", explicou o diretor da Sinovac, Yin Weidong, durante entrevista para a TV estatal chinesa CCTV.

As análises mostraram que os efeitos de segurança e eficácia da CoronaVac no grupo de crianças era igual ao observado nos adultos imunizados, afirmou Weidong. Em breve, a revista científica The Lancet deve publicar as descobertas detalhadas sobre a eficácia da vacina neste novo público-alvo para a imunização.

Vale comentar que, no começo deste mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou o uso emergencial da vacina CoronaVac em adultos. Com o selo da OMS, o imunizante poderá ser adotado pelo programa internacional para o acesso igualitário de imunizantes, o COVAX Facility.

Vacinas contra o coronavírus em crianças

Na terça-feira (8), a farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou que ampliará a testagem do imunizante contra o coronavírus em voluntários menores de 12 anos tanto na Europa quanto nos EUA. O novo estudo da Pfizer/BioNTech deve inscrever até 4,5 mil crianças e adolescentes em mais de 90 centros clínicos, como aqueles espalhados pelos EUA, Finlândia, Polônia e Espanha.

Até então, a fórmula da Pfizer/BioNTech era o imunizante — já autorizado por alguma agência reguladora — que mais permitia a imunização de menores de idade, pois considerava aqueles com 12 anos ou mais. Inclusive, a empresa solicitou a atualização deste uso em sua bula para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: