Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,06 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.777,30
    -2,90 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    55.989,32
    -5.315,66 (-8,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,61 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,67 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    -5,50 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6842
    -0,0369 (-0,55%)
     

Chile assina acordo para vacina da CanSino com piora da pandemia

Valentina Fuentes
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Chile assinou um acordo com a CanSino Biologics para comprar 1,8 milhão de doses da vacina da empresa contra a Covid-19 que começarão a chegar em maio, disse o vice-ministro do Comércio, Rodrigo Yáñez, em entrevista.

O país recebeu cerca de 13 milhões de vacinas no total e espera a chegada de 15 milhões de doses extras até junho para alcançar a imunidade coletiva no primeiro semestre, disse. A CanSino, cujo imunizante é aplicado com dose única, fornecerá 1,8 milhão desse total, enquanto o restante virá da Pfizer-BioNTech, Sinovac e AstraZeneca.

O Chile enfrenta um novo avanço do coronavírus, o que provocou recordes de hospitalizações e casos diários. Ao mesmo tempo, o país está entre os líderes na distribuição de vacinas. Mais de 6,5 milhões de pessoas - mais de 30% da população - já receberam pelo menos uma dose, e autoridades do Ministério da Saúde dizem que a vacinação terá efeito a partir de abril.

O uso da vacina da CanSino ainda aguarda aprovação do Instituto de Saúde Pública do governo, cujo conselho se reunirá em 7 de abril para tomar uma decisão. Yáñez disse que não prevê problemas para conceder a autorização.

“O Instituto de Saúde Pública já concedeu aprovação para os ensaios da CanSino no Chile, que é o maior que temos, e conhecem muito bem essa vacina”, disse.

O governo do Chile também se prepara para a oferta futura de doses. O governo fechou acordo para comprar 20 milhões de doses da Sinovac por ano, caso sejam necessárias mais vacinas, pelos próximos três anos, disse Yáñez.

“Temos que nos preparar para a possibilidade de ter que vacinar nossa população novamente no próximo ano e estamos em negociações com diversos laboratórios para isso”, afirmou Yáñez.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.