Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,33
    +0,03 (+0,04%)
     
  • OURO

    1.774,60
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    35.046,55
    +1.455,70 (+4,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    845,42
    +58,80 (+7,48%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.098,59
    +223,36 (+0,77%)
     
  • NASDAQ

    14.348,25
    -6,00 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8620
    -0,0003 (-0,01%)
     

Chile aposta em blockchain para impulsionar cobre verde

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Chile está desenvolvendo uma plataforma baseada em blockchain para rastrear energia renovável, oferecendo às mineradoras do maior produtor mundial de cobre mais espaço para mostrar suas credenciais verdes aos compradores.

O Coordenador Elétrico Nacional (CEN) iniciou um programa chamado Renova para monitorar cada megawatt-hora de energia renovável, desde a geração até o consumo. Ao gravar esses dados no blockchain, o objetivo é garantir que os usuários finais recebam a energia limpa pela qual pagaram.

Embora a eletrificação global esteja impulsionando a demanda pelo metal, mineradoras também estão sob pressão crescente para reduzir as emissões de carbono. Produtoras como BHP e Anglo American estão adquirindo energia renovável para suas minas no Chile, onde os setores de energia solar e eólica se expandem.

“Esta plataforma nos permite habilitar rapidamente uma acreditação, mostrando que o cobre é realmente verde”, disse o presidente do CEN, Juan Carlos Olmedo, em entrevista.

A plataforma terá um papel importante nos esforços do Chile para ser neutro em carbono até 2050, disse Olmedo. Sem um registro centralizado, existe o risco de que as geradoras possam vender contratos duplicados ou que os certificados sejam contabilizados duas vezes. Com isso, menos energia limpa estaria em uso do que o esperado.

O CEN já tem acesso em tempo real aos dados de geração e consumo de energia. Agora, incentiva empresas a divulgarem contratos de energia renovável que compraram para que os dados possam ser inseridos no livro razão do blockchain, ajudando a garantir que os megawatts-hora sejam entregues aos destinatários.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos