Mercado fechará em 3 h 27 min
  • BOVESPA

    117.820,09
    +622,27 (+0,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.278,48
    +432,65 (+0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,14
    +0,38 (+0,43%)
     
  • OURO

    1.718,70
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    20.067,12
    -32,55 (-0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,72
    -6,41 (-1,38%)
     
  • S&P500

    3.760,52
    -22,76 (-0,60%)
     
  • DOW JONES

    30.082,91
    -190,96 (-0,63%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    -55,35 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    18.012,15
    -75,82 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.311,30
    +190,80 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.589,00
    -34,75 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0924
    -0,0438 (-0,85%)
     

Chicletes de nicotina são a próxima "crise de saúde pública" dos EUA, alerta FDA

Depois dos cigarros eletrônicos com cartuchos saborizados e os casos de Evali nos Estados Unidos, a agência Food and Drug Administration (FDA) observa o aumento no consumo de gomas de mascar e pastilhas de nicotina entre os adolescentes e jovens adultos. Esta pode ser a próxima crise sanitária — ao menos por lá.

“As gomas de nicotina representam uma crise de saúde pública [que está] apenas esperando para acontecer entre os jovens de nossa nação, especialmente quando nos aproximamos do novo ano letivo”, afirmou o comissário da FDA, Robert Califf, em comunicado. Isso porque se parecem com doces para crianças, quando são comercializadas em versões com sabor e coloridas.

“Queremos que os pais estejam cientes desses produtos e do potencial de causar complicações para a saúde de crianças de todas as idades — incluindo toxicidade para crianças pequenas e apelo desses produtos viciantes para nossos jovens", acrescenta Califf.

Quais os riscos do chiclete de nicotina para os jovens?

Chicletes e pastilhas de nicotina podem se tornar a próxima crise de saúde pública dos EUA (Imagem: Cottonbro/Pexels)
Chicletes e pastilhas de nicotina podem se tornar a próxima crise de saúde pública dos EUA (Imagem: Cottonbro/Pexels)

Na média do mercado, cada pacote com 12 chicletes contém 1 miligrama de nicotina. "Pesquisas indicam que a ingestão de 1 a 4 miligramas de nicotina pode ser gravemente tóxica para uma criança com menos de 6 anos, dependendo do peso corporal", explica a FDA sobre os riscos do produto ser equivocadamente consumido.

Além disso, a agência de saúde dos EUA lembra que o consumo de nicotina, entre os jovens de qualquer idade, pode provocar a náuseas, vômitos, dor abdominal, aumento da pressão arterial e frequência cardíaca, convulsões, insuficiência respiratória, coma e até morte.

Por fim, a FDA reforça que a nicotina é "altamente viciante e a exposição durante a adolescência pode prejudicar o cérebro em desenvolvimento" de adolescentes.

Este tipo de chiclete é popular?

Até o momento, não existem grandes pesquisas sobre a popularidade das gomas de nicotina com sabores nos EUA. Por enquanto, um pequeno estudo feito no sul da Califórnia identificou que este produto estava entre os mais usados pelos jovens da região, perdendo apenas para os cigarros eletrônicos.

"O uso foi particularmente alto entre certos grupos raciais ou étnicos, sexuais ou de gênero minoritários e aqueles com histórico de uso de nicotina", explica a FDA sobre as evidências preliminares.

FDA adota primeiras medidas para conter possível risco

Para controlar o crescimento do consumo de chicletes de nicotina, a FDA já notificou a primeira empresa por produzir este tipo de produto com sabores, como cereja e abacaxi, sem a autorização legal para isso. Na ocasião, foi notificada a VPR Brands LP. Apesar disso, outras marcas ainda comercializam as gomas no mercado dos EUA.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: