Mercado fechado

Chevrolet Trailblazer perde versão 3.6 V6 a gasolina de 277 cv

feedback@motor1.com (Nicolas Tavares)
Chevrolet Trailblazer 2020

SUV derivado da picape S10 agora é vendido apenas com motor turbodiesel de 200 cv

Poucos meses depois da simplificação feita no lançamento da linha 2020, o Chevrolet Trailblazer passa por mais uma mudança. O SUV produzido em São José dos Campos (SP) deixa de ter uma versão 3.6 V6 a gasolina, agora contando somente com o motor 2.8 turbodiesel de 200 cv. A GM já havia tirado de linha as versões do carro para vendê-lo apenas na configuração Premier, a mais completa do crossover.

Consultada por Motor1.com, a General Motors confirmou a mudança na linha do Chevrolet Trailblazer, afirmando que a versão turbodiesel representava quase a totalidade das vendas do SUV. Isso faz com que o carro seja vendido por R$ 239.590, chegando a R$ 241.390 com pintura em cor metálica. Não conta com nenhum pacote opcional.

Outras novidades da Chevrolet

O Trailblazer Premier tem espaço para sete pessoas e vem de série com seis airbags (frontais, laterais e de cortina), ar-condicionado digital, controle de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, controle de descida em declive, lanternas em LED, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, central multimídia, câmera de ré, sensor de ponto cego, alerta de saída de faixa, sistema de som premium e mais.

O motor 3.6 V6 era a única opção abastecida com gasolina na linha do SUV. Entregava 277 cv a 6.400 rpm e 35,7 kgfm a 3.700 rpm e trabalhava com o câmbio automático de seis marchas. Sem ele, agora só é possível comprar o Trailblazer com o 2.8 turbodiesel de 200 cv a 3.600 rpm e 51 kgfm a 2.000 rpm, também com a transmissão automática de seis posições.

Mudanças em breve

A General Motors prepara uma reestilização tanto para a S10 quanto para o Trailblazer. O SUV já apareceu em testes na Europa, mostrando uma pequena mudança visual no para-choque. Esta renovação é esperada para 2020 e será feita para segurar as pontas por mais um tempo, enquanto a fabricante trabalha na nova geração da picape média, esta prevista para 2023.