Mercado fechará em 4 h 21 min
  • BOVESPA

    108.868,36
    -108,34 (-0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,66
    -1,62 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.749,50
    -4,50 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    16.267,59
    -282,05 (-1,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,48
    +1,19 (+0,31%)
     
  • S&P500

    4.009,23
    -16,89 (-0,42%)
     
  • DOW JONES

    34.258,20
    -88,83 (-0,26%)
     
  • FTSE

    7.455,93
    -30,74 (-0,41%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.700,25
    -82,50 (-0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6066
    -0,0178 (-0,32%)
     

Chevrolet poderá lançar Monza elétrico

Conceito elétrico deverá ser batizado com o nome Monza, mas vendas serão exclusivas para o mercado chinês (Getty Creative)
Conceito elétrico deverá ser batizado com o nome Monza, mas vendas serão exclusivas para o mercado chinês (Getty Creative)
  • Chevrolet exibiu imagens de um veículo conceito elétrico chamado de FNR-XE;

  • Com previsão de lançamento para 2025, existe a possibilidade de o modelo se chamar Monza;

  • Para os fãs mais saudosos do clássico sedã, não há qualquer previsão de ele ser vendido fora do país asiático.

Durante o evento GM Tech Day, realizado em Xangai, a Chevrolet exibiu imagens de um veículo conceito elétrico chamado de FNR-XE e com previsão de lançamento para 2025. No entanto, um dos motivos que mais chamou a atenção para o modelo é a possibilidade de ele se chamar Monza, nome que continua existindo no mercado chinês.

De acordo com informações do Jornal do Carro, o conceito é a primeira interpretação do futuro sedã de quatro portas a baterias da Chevrolet, com visual mais alargado, muitos vincos e uma dianteira inspirada nos "muscle cars".

"Entre os destaques da nova proposta está, por exemplo, a redução do arrasto aerodinâmico (Cx). Para isso, o modelo tem uma enorme área envidraçada que se estende do para-brisa ao vidro traseiro. Inclusive, a coluna traseira é bem inclinada, o que confere a aparência "fastback" dos cupês. O interior também é moderno e, como em todo protótipo, conta com elementos futuristas, como o volante em forma de manche e bancos têm formato esportivo", informa a reportagem.

É possível que o conceito seja revelado ao mercado chinês já no ano que vem. Infelizmente, para os fãs mais saudosos do clássico sedã, não há qualquer previsão de ele ser vendido fora do país asiático. Pelo menos por enquanto.

China tem o elétrico mais barato do mundo

Na China, a startup americana Mullen Automotive lançou o carro elétrico mais barato do mundo, o I-Go.

Por lá, a novidade está saindo por US$ 9,3 mil, ou R$ 50 mil na conversão atual. Em comparação, por aqui o modelo mais barato dentre todos carros elétricos disponíveis para uso urbano no Brasil é o Renault Kwid E-Tech, que não sai por menos de R$ 146 mil. A própria versão do Kwid a combustão está mais cara do que o I-Go.

O I-Go tem como objetivo o uso urbano, mas não descarta também a venda direta para empresas e condomínios que necessitem de carros para seus circuitos fechados. O modelo conta com espaço para 4 pessoas e possui uma autonomia média de 200 quilômetros graças a sua bateria de 16,5 kWh.