Mercado abrirá em 5 h 8 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,86
    +0,22 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.777,60
    +8,60 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    33.002,07
    -2.607,49 (-7,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,02
    -126,92 (-13,50%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    6.996,06
    -21,41 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    28.442,69
    -358,58 (-1,25%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    14.075,00
    +40,00 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0134
    -0,0227 (-0,38%)
     

Chelsea e Leicester lutam pela Copa da Inglaterra em Wembley diante de 21 mil espectadores

·2 minuto de leitura

Dois técnicos que mudaram o destino de seus clubes, Thomas Tuchel e Brendan Rodgers, buscarão seu primeiro título inglês neste sábado às 16h15 locais (13h15 pelo horário de Brasília) na final da Copa da Inglaterra comandando seus respectivos times, Chelsea e Leicester.

Ombro a ombro na Premier League, o Leicester (3º) e o Chelsea (4º, a dois pontos), se apresentam de forma bem diferente em Wembley, cujas arquibancadas vão receber 21 mil espectadores.

O Chelsea entra em campo com a experiência de disputar sua quarta final nos últimos cinco anos, tendo perdido duas para o Arsenal, em 2017 e 2020, e derrotado o Manchester United em 2018.

Quarto clube inglês em finais disputadas (13) e vencidas (8), está longe de ser o grande especialista do torneio, o Arsenal, com 14 vitórias em 20 finais.

O Leicester busca o primeiro troféu na competição, em que disputou quatro finais, tendo perdido todas.

Com presença na próxima Champions quase garantida (quatro primeiros do Premier), os 'Foxes' vão tentar surpreender na final enquanto o Chelsea vive esta partida como o aperitivo da final da Liga dos Campeões, no dia 29 de maio contra o Manchester City.

"Conquistamos o direito de jogar a final e chegamos com a chance de escrever nossa própria história. Temos a sensação de termos uma oportunidade. Se jogarmos no nosso nível, teremos grandes chances", disse Brendan Rodgers.

- Rótulo de perdedor -

Para o treinador norte-irlandês, uma vitória na final da Copa da Inglaterra seria uma maneira perfeita de remover o rótulo de 'grande perdedor' que tem desde que deixou o título da Premier League escapar quando comandava o Liverpool em 2014, no momento em que tinha uma vantagem de 5 pontos a 3 rodadas do fim.

Depois ele melhorou sua reputação com duas tríplices coroas consecutivas conquistadas pelo Celtic de Glasgow (2018 e 2019), antes de retornar à Premier com o Leicester e devolvê-lo ao primeiro plano.

Tuchel, vindo da derrota por 1 a 0 para o West Ham na quarta-feira, quer que seu time não perca no último minuto sua característica de vencedor que tem sido constante desde sua chegada ao comando do time em janeiro, quando substituiu Frank Lampard.

Apesar de a equipe ter passado de mediana a um time de respeito que eliminou Atlético de Madrid e Real Madrid na Liga dos Campeões, Tuchel sabe que sua legitimidade dependerá dos troféus em um clube que fez um grande investimento para voltar a competir com as potências do norte da Inglaterra: Manchester City, United e Liverpool.

Depois de erguer troféus com o Dortmund (Copa da Alemanha em 2017) e o PSG, Tuchel tentará somar ao seu currículo o torneio mais popular do futebol inglês. E o jogo da Champions League contra o City o aguarda no horizonte.

hap/pm/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos