Mercado abrirá em 5 h 9 min

Chefs elegem as mulheres mais admiradas do mundo da gastronomia

Richard Vines

(Bloomberg) -- Não tem gênero dominante na cozinha. Já no negócio de restaurante…

Chefs do sexo masculino atraem mais atenção do que as mulheres sob qualquer aspecto — das estrelas Michelin aos programas de TV e o ranking dos 50 melhores restaurantes do mundo, onde só cinco delas estão representadas.

Então, quem são as mulheres mais admiradas do universo gastronômico?

Perguntamos para famosos chefs ao redor do mundo, que citaram suas favoritas, incluindo duas brasileiras:

Pia León, LimaLeón divide com o marido Virgilio Martinez as panelas do restaurante Central.

Nieves Barragan, LondresA espanhola Barragan abalou a capital britânica com sabores marcantes e cozinha autêntica, primeiro no Barrafina e agora em seu próprio restaurante, o Sabor.

Asma Khan, LondresNascida em Calcutá, Khan empodera mulheres imigrantes no Darjeeling Express e recentemente participou do programa Chef’s Table.

Ravinder Bhogal, LondresNascida no Quênia, Bhogal atuou como jornalista antes de abrir o Jikoni, que tem sua marca pessoal.

Manu Buffara, CuritibaBuffara foca em problemas sociais e ambientais no Manu, fazendo parcerias com produtores locais e da comunidade. Virgilio Martinez, do peruano Central, é um de seus admiradores: “O trabalho dela com a natureza e a educação no Brasil é superior. A abordagem e o entendimento dela sobre comida vão além do seu restaurante.”

Dominique Crenn, São FranciscoEla é responsável pelo Atelier Crenn, que recebeu três estrelas no guia Michelin.

Angela Hartnett, Londres

Hartnett é conhecida pelo estilo prático e pela culinária italiana moderna no Murano, também estrelado pelo guia Michelin.

Ruth Rogers, LondresA americana abriu o River Café em Londres em 1987 com a sócia Rose Gray. Ainda é um dos restaurantes mais reverenciados do Reino Unido.

Anne-Sophie Pic, Valence (França)Pic tem na conta três estrelas Michelin pelo Maison Pic, no sudeste da França, e duas estrelas cada nos restaurantes dela em Londres e Lausanne.

Carme Ruscalleda, BarcelonaA catalã garantiu três estrelas Michelin ao Sant Pau e agora comanda o Moments, onde se destaca pelos pratos inovadores inspirados na cozinha regional.

Elena Reygadas, Cidade do MéxicoA responsável pelo Rosettain estudou no Centro de Culinária Internacional em Nova York e trabalhou antes no Locanda Locatelli, em Londres.

Helena Puolakka, HelsinkiA finlandesa à frente das panelas do Savoy foi treinada por lendas da gastronomia europeia como Pierre Gagnaire, Gordon Ramsay e Pierre Koffmann. “Ela trabalhou para mim durante anos e tocava meu restaurante. Ela era muito mandona na cozinha, mas uma chef de primeira qualidade”, revela Koffmann.

Nadia Santini, Canneto sull’Oglio (Itália)Santini combina as tradições francesa e italiana no Dal Pescatore, localizado no norte da Itália.

Clare Smyth, LondresPor muito tempo, Smyth foi a guardiã das três estrelas Michelin de Gordon Ramsay. Hoje ela tem duas por conta própria, no Core by Clare Smyth.

Helena Rizzo, São PauloA dona do Maní cria pratos modernos com ingredientes nacionais. Ela é a eleita de Layo Paskin, DJ e dono do Palomar, em Londres: “O Brasil foi minha segunda casa por mais de 15 anos e escolhi Helena porque a combinação dos produtos do Brasil com as técnicas que ela aprendeu produz uma experiência empolgante.”

Saima Thompson, LondresThompson tinha 29 anos quando descobriu um câncer. Ela é conhecida pelo blog Curry and Cancer e por servir comida autêntica do Punjabi junto com a mãe, Nabeela, no Masala Wala Cafe.

Para entrar em contato com o repórter: Richard Vines em Londres, rvines@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net, Marisa Castellani

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2019 Bloomberg L.P.