Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,69
    +0,26 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.786,70
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    50.727,49
    -3.176,60 (-5,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.158,43
    -84,62 (-6,81%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.798,45
    +43,11 (+0,15%)
     
  • NIKKEI

    28.983,37
    -204,80 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    13.770,75
    +20,50 (+0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5468
    +0,0052 (+0,08%)
     

Chefe de Produtos da Nokia Mobile sai do cargo a poucos dias de evento

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

O diretor de Produtos da HMD Global, Juho Sarvikas, anunciou nesta sexta-feira (26) o seu desligamento da empresa e da responsabilidade de comandar os smartphones da marca Nokia, cargo que ocupava desde 2006. A saída do executivo acontece a menos de duas semanas do evento de lançamento de novos aparelhos da marca finlandesa.

Em publicação no Twitter, Sarvikas comunicou sua saída da HMD Global / Nokia Mobile desejando todo sucesso para a linha de smartphones da Nokia, que ganhará uma nova geração nos próximos dias. Infelizmente, ainda não há informações sobre o motivo da decisão.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No entanto, embora muitos usuários tenham ficado felizes com o retorno da Nokia ao segmento de celulares, nem tudo foram flores. Um dos problemas mais "famosos" foi o atrasado do Nokia 8.3, que seria apresentado junto ao filme 007 - Sem Tempo Para Morrer. O título e, consequentemente, o smartphone, estavam programados para chegar às telonas em abril de 2019, o que acabou não acontecendo — no momento da publicação desta matéria, o novo 007 ainda não havia chegado aos cinemas, mas o aparelho foi lançado em outubro de 2020.

Nokia 8.3 foi oficializado em outubro do ano passado (Imagem: Divulgação/HMD Global)
Nokia 8.3 foi oficializado em outubro do ano passado (Imagem: Divulgação/HMD Global)

A linha topo de linha da Nokia também enfrentou alguns problemas que deixaram a marca muito aquém das concorrentes. O Nokia 9 PureView, por exemplo, foi adiado devido a diversos problemas no conjunto quíntuplo de câmeras, na época o principal destaque do lançamento, sem contar com algumas falhas no desbloqueio de digital sob a tela. Além disso, seu sucessor estava previsto para chegar em fevereiro de 2020, mas acabou sendo adiado indefinidamente consequência dos problemas causados pela pandemia de COVID-19.

Sarvikas, no entanto, foi responsável por diversos acertos da nova fase da Nokia, como os relançamentos dos clássicos Nokia 3310, 8110 e 6300. Antes da fase HMD Global, o executivo também estava a frente do sucesso do Windows Phone nos Estados Unidos no começo da briga com o Android e o iOS.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)
(Imagem: Divulgação/HMD Global)

Segundo informações do site Nokiamob, o agora ex-chefe de Produtos da HMD Global / Nokia Mobile deixará a empresa oficialmente no final de abril, portanto ele quem deve apresentar o evento marcado para o dia 8 de abril. Na ocasião, esperam-se novas linhas de smartphones intermediários e básicos. O Nokia G10 — nenhuma semelhança com o recém-lançado Moto G10 — é o mais certo até o momento, mas devem ser apresentados os Nokia X10, X20 e novas gerações das linhas Nokia 6 e 7.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: