Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,10
    +1,70 (+1,51%)
     
  • OURO

    1.814,80
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    30.499,89
    +354,89 (+1,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    686,39
    +443,72 (+182,84%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    27.031,80
    +372,05 (+1,40%)
     
  • NASDAQ

    12.547,50
    -12,75 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2153
    +0,0049 (+0,09%)
     

Chefe do Morgan Stanley vê muito mais queda em ações americanas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Bloomberg) -- A liquidação das ações dos EUA ainda tem muito espaço para piorar, de acordo com um dos pessimistas mais notórios de Wall Street.

“Acreditamos que o S&P 500 tem um potencial de queda para pelo menos 3.800 pontos no curto prazo e pode chegar a 3.460”, disse o estrategista-chefe de renda variável do Morgan Stanley nos EUA, Michael Wilson.

A previsão sombria implica uma queda entre 8% e 16% para o índice de referência dos EUA em relação aos níveis atuais, em meio a custos mais altos e maiores riscos de recessão, escreveu Wilson em nota.

Abril foi o pior mês em mais de dois anos para as ações dos EUA, temores de uma desaceleração econômica, inflação persistentemente alta e uma retórica de aperto cada vez mais agressiva por parte do Federal Reserve.

Os retornos das ações dos EUA nos últimos meses caíram fundo no vermelho, quando ajustados pela inflação. “Qualquer um que diga que estamos em um mercado de alta tem muito o que explicar”, escreveu Wilson, acrescentando que “o rendimento real dos ganhos do S&P 500 é o mais negativo desde a década de 1950”.

Wilson tem o menor meta de fim de ano para o S&P 500 de todos os estrategistas de ações pesquisados pela Bloomberg News. Embora ele não exclua uma breve pausa após a prolongada liquidação, ele aconselha os investidores a vender na recuperação.

“Do lado positivo, o mercado está tão vendido atualmente que qualquer boa notícia pode levar a um perigoso rali de mercado de baixa”, disse ele. “Não podemos descartar nada no curto prazo, mas queremos deixar claro que esse mercado de baixa está longe de estar concluído, em nossa opinião.”

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos