Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.155,92
    -396,86 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Chefe da ONU repreende mundo por má distribuição de vacinas: "Nota F em ética"

·1 minuto de leitura
Secretário-geral da ONU, António Guterres

Por Michelle Nichols

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, repreendeu o mundo nesta terça-feira por causa da distribuição desigual de vacinas contra Covid-19, descrevendo-a como uma "obscenidade" e dando uma "nota F em ética".

Discursando na reunião anual de líderes mundiais na ONU em Nova York, Guterres disse que imagens de vacinas vencidas e não utilizadas no lixo em algumas partes do mundo "contam a história de nossos tempos". A maioria dos países mais ricos está imunizada, enquanto mais de 90% da África ainda não recebeu sequer uma dose.

"Isto é uma acusação moral sobre o estado de nosso mundo. É uma obscenidade. Passamos no exame da ciência. Mas estamos tirando um F em ética", disse Guterres à Assembleia-Geral da ONU.

Líderes de todo o mundo voltaram a Nova York neste ano, já que o evento do ano passado foi virtual devido à pandemia. Mas como o coronavírus ainda se dissemina, cerca de um terço dos 193 países-membros da ONU mais uma vez preferiu enviar vídeos.

Das 5,7 bilhões de doses de vacinas contra coronavírus administradas em todo o planeta, só 2% o foram na África. Guterres está pressionando por um plano global para vacinar 70% do mundo até o primeiro semestre do ano que vem.

O secretário-geral, que inicia um segundo mandato de cinco anos no comando do organismo mundial em 1º de janeiro, também alertou para as tensões crescentes entre as duas superpotências globais, China e EUA.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos