Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.995,73
    +800,82 (+2,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Chefe da ONU Guterres é nomeado para segundo mandato

·1 minuto de leitura
Antonio Guterres, na ONU

Por Michelle Nichols

NOVA YORK (Reuters) - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, foi nomeado pela Assembleia-Geral de 193 membros para um segundo mandato de cinco anos.

"Darei tudo de mim para garantir o florescer da confiança entre nações grandes e pequenas, para erguer pontes e para interagir incansavelmente na construção da confiança", disse Guterres à Assembleia-Geral depois de fazer o juramento de posse.

No início deste mês, o Conselho de Segurança de 15 integrantes recomendou que a Assembleia-Geral renomeasse Guterres. Seu segundo mandato começa no dia 1º de janeiro de 2022.

Guterres sucedeu Ban Ki-moon em janeiro de 2017, poucas semanas antes de Donald Trump se tornar presidente dos Estados Unidos. Grande parte do primeiro mandato de Guterres foi dedicado a apaziguar Trump, que questionava o valor da ONU e do multilateralismo.

Os EUA são os maiores contribuintes financeiros da entidade, sendo responsáveis por 22% do orçamento regular e cerca de um quarto do orçamento das forças pacificadoras. O presidente Joe Biden, que tomou posse em janeiro, começou a anular os cortes de gastos feitos por Trump a agências da ONU e voltou a interagir com o organismo.

A embaixadora norte-americana na ONU, Linda Thomas-Greenfield, disse que a entidade enfrenta desafios históricos, mas que torce para que, com Guterres no comando, "os próximos cinco anos vejam mais paz, mais segurança e mais prosperidade do que os últimos".

No cargo, Guterres tem sido um defensor do combate à mudança climática, das vacinas contra Covid-19 para todos e da cooperação digital.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos