Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.427,13
    +733,19 (+3,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Chefão do Instagram "explica" por que você não vê posts de amigos no feed

O chefe do Instagram, Adam Mosseri, fez uma nova publicação para explicar os questionamentos sobre a escassez de posts de amigos. Segundo o executivo, isso ocorre porque as pessoas estão publicando menos conteúdo no Feed e mais fotos e vídeos nos Stories ou mensagens diretas.

Mosseri disse que a rede social continuará a mostrar publicações dos amigos no topo do feed sempre que possível, mas que a melhor maneira de acompanhar os amigos seria nos outros formatos. "Se você quiser ter certeza de nunca perder nada de um amigo ou de qualquer conta, adicione essa conta aos seus Favoritos e mostraremos suas postagens no feed na parte superior do Feed", orientou.

Uma seguidora questionou o executivo sobre uma possível "injeção algorítmica" de Stories em destaque no feed, como a plataforma faz com os conteúdos recomendados de criadores desconhecidos. O chefão do Insta diz que os desenvolvedores até fazem um pouco disso, mas não se aprofundam muito para não serem invasivos.

"Uma das razões pelas quais as pessoas compartilham mais no Stories do que no Feed é porque sentem que não estão incomodando ninguém que não esteja interessado no que eles têm para compartilhar. Se começarmos a colocar todos os Stories no feed, podemos quebrar as histórias", relatou.

A publicação de Mosseri é uma espécie de complemento ao anúncio em vídeo feito ontem (26) pelo próprio no Twitter. Ele explicou as mudanças recentes (especialmente o layout full screen), pediu paciência aos usuários para ajustar os testes e se comprometeu a manter os formatos atuais: fotos, stories e feed.

Feed mais vazio é perceptível

De fato, é possível notar uma queda no uso do feed e um crescimento dos stories nos últimos anos. Os stories dispensam legendas, marcações, filtros e outras exigências das publicações tradicionais, por isso muita gente prefere pela comodidade. Com menos posts, é natural que você veja menos seus amigos e mais conteúdo patrocinado ou recomendado.

O Instagram teve uma migração do Feed para os Stories nos últimos tempos (Imagem: Alex Bracken/Unsplash)
O Instagram teve uma migração do Feed para os Stories nos últimos tempos (Imagem: Alex Bracken/Unsplash)

Mas isso não foi fruto de um movimento natural das pessoas, mas, sim, de um esforço algorítmico do Instagram de impulsionar os vídeos temporários (copiados do Snapchat) com a entrega de conteúdo para mais pessoas do que nas publicações permanentes. Marcas e influenciadores notaram isso e passaram a centrar os esforços neste tipo de produção.

É um movimento similar aos Reels atualmente. Com uma taxa de engajamento bem maior, os vídeos curtos se tornaram o carro-chefe da plataforma e isso desagrada muita gente. As movimentações recentes do Instagram parecem voltadas a transformar a rede em uma cópia do TikTok, razão pela qual usuários criaram o movimento "Make Instagram great again".

Como pontuou ontem, Mosseri não parece disposto a retroceder em sua decisão de "tiktokizar" o Instagram, mesmo com tanta rejeição. A rede social aposta nas mudanças para atrair o público jovem, que em sua maioria já correu para a rival chinesa, e assim se manter relevante no cenário atual. É uma decisão arriscada, porém necessária na visão do executivo, para modernizar a plataforma social.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos