Mercado abrirá em 4 h 37 min
  • BOVESPA

    119.297,13
    +485,13 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.503,71
    +151,51 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,10
    +0,92 (+1,53%)
     
  • OURO

    1.746,00
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    64.643,35
    +3.725,48 (+6,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.397,86
    +103,87 (+8,03%)
     
  • S&P500

    4.141,59
    +13,60 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    33.677,27
    -68,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    6.901,26
    +10,77 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    28.855,83
    +358,58 (+1,26%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.985,75
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8422
    +0,0110 (+0,16%)
     

Chanceler do México planeja viagem aos EUA para garantir vacinas

Michael O'Boyle
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O secretário de Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, irá aos Estados Unidos em breve para pressionar por mais vacinas com o objetivo de aliviar a falta de imunizantes nos próximos três meses, disse a subsecretária da pasta na quarta-feira.

Na viagem, Ebrard irá agradecer aos EUA pela “rápida” entrega de 2,7 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, disse a subsecretária para Assuntos Multilaterais e Direitos Humanos, Martha Delgado, em entrevista à Bloomberg News. Ebrard também continuará pressionando por mais doses, acrescentou.

Delgado disse que há uma “petição permanente” para todas as vacinas disponíveis nos Estados Unidos, como o imunizante da AstraZeneca, que ainda não foi aprovado por reguladores americanos.

“O governo dos EUA reconhece a necessidade do México de ter acesso às vacinas rapidamente nos meses de abril, maio e junho”, antes que mais remessas de seu portfólio de fornecedores comecem a chegar, disse Delgado.

Ela disse estar confiante de que os EUA podem fornecer mais doses devido aos laços profundos entre os países do bloco comercial da América do Norte e aos riscos para a região se o México ficar para trás no combate contra a Covid-19. “Não é apenas uma integração econômica, é uma integração humana”, disse. “Os EUA entendem isso muito bem.”

O México acelerou o ritmo de vacinação, agora administrando cerca de 360 mil doses por dia, após ter aplicado quase 9,3 milhões de doses. Nesse ritmo, o país levará 1,4 ano para imunizar 75% da população com uma vacina de duas doses.

O México acaba de produzir seu primeiro lote de vacinas da AstraZeneca em uma fábrica na Cidade do México, disse Delgado. Esse lote está sendo analisado, e as primeiras vacinas da Astra produzidas localmente para o México e América Latina estarão disponíveis no final de abril ou início de maio, afirmou.

Delgado disse que a produção na fábrica foi atrasada por uma série de problemas, como dificuldades para obter um tipo de filtro de uma subsidiária da Merck & Co.

No mês passado, o México se tornou o terceiro país com mais de 200 mil mortes confirmadas por Covid-19, atrás apenas dos EUA e do Brasil, com populações muito maiores. No entanto, o governo disse em relatório que o excesso de mortes em 2020 e início de 2021 ultrapassou 417 mil, mais do que o dobro do número oficial de óbitos devido à pandemia.

Em breve, Ebrard visitará a China e a Rússia como parte das negociações de vacinas do México, e ainda não foi marcada uma data para a visita aos EUA, disse Delgado. O México terá um bom suprimento de vacinas depois que os atuais gargalos forem superados em julho ou agosto, afirmou.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.