Cesta básica tem alta generalizada, aponta Dieese

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) verificou uma alta generalizada dos produtos essenciais em outubro que levou o preço médio da cesta básica a avançar em nove das 17 capitais pesquisadas, na comparação com setembro. O arroz foi o único item a ter aumento em todas as capitais, sendo que as altas mais significativas foram verificadas em Aracaju (19,77%), Vitória (16,93%) e Recife (13,88%).

O Dieese também destacou o preço do óleo de soja, que apenas deixou de subir em Brasília (-1,22%) em outubro ante setembro. Os maiores avanços foram vistos em Florianópolis (6,97%), João Pessoa (5,24%) e Porto Alegre (4,90%). O leite subiu em 14 cidades pesquisadas, com destaque para Goiânia (5,36%); assim como ocorreu com a farinha, onde Belém (24,85%) e Aracaju (24,24%) apresentaram as altas mais expressivas do produto.

O produto de maior peso na cesta de alimentos, a carne bovina, fechou outubro com alta em 13 capitais, com destaque para as altas observadas em Curitiba (5,67%), Recife (5,39%) e São Paulo (4,34%). No entanto, mesmo com os aumentos verificados em outubro, a carne bovina registra queda em nove capitais no acumulado dos dez primeiros meses do ano ante o mesmo período de 2011. Nesta base de comparação, as maiores quedas foram registradas em Goiânia (-13,43%), Vitória (-5,73%) e Belém (-5,01%).

O pão francês também apresentou alta em 13 capitais em outubro, com os maiores aumentos apurados em Belém (10,48%), Rio de Janeiro (4,36%) e Vitória (4,21%). Já o preço do feijão subiu em oito capitais, com destaque para Manaus (4,81%), Porto Alegre (3,17%) e Curitiba (2,78%); enquanto o tomate apresentou retrações significativas em outubro. O preço do produto recuou em 12 capitais, mais intensamente em Florianópolis (-44,44%), Vitória (-25,24%) e Belo Horizonte (-23,59%).

Carregando...