Mercado abrirá em 7 h 34 min
  • BOVESPA

    122.964,01
    +1.054,98 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.655,29
    -211,86 (-0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,39
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.831,00
    -5,10 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    57.395,51
    +2.220,17 (+4,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.554,77
    +1.312,09 (+540,67%)
     
  • S&P500

    4.152,10
    -36,33 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    34.269,16
    -473,66 (-1,36%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.051,91
    +38,10 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.107,16
    -501,43 (-1,75%)
     
  • NASDAQ

    13.260,50
    -85,50 (-0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3322
    -0,0132 (-0,21%)
     

Cesp afirma que STJ negou liminar em disputa de R$1,7 bi com União

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica Cesp, controlada pela Votorantim Energia e pelo fundo canadense CPPIB, teve negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta terça-feira um pedido de liminar apresentado em meio a uma disputa bilionária com a União.

A companhia buscava obrigar a União a iniciar de imediato o pagamento do que considera ser o "valor incontroverso" de uma indenização pela não renovação do contrato de sua hidrelétrica Três Irmãos, mas teve um pedido de liminar rejeitado, segundo comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Cesp acrescentou que a rejeição de seu pedido "em nada altera" discussão sobre o tema que ocorre em paralelo em outro processo, na 1° instância da Justiça Federal de Brasília. Segundo a companhia, essa ação encontra-se "em fase pericial final".

(Por Luciano Costa)