Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    23.114,94
    -306,10 (-1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

CES 2023 | Tecnologia do MagSafe chegará a celulares Android

A tecnologia de carregamento do MagSafe estará disponível para dispositivos com Android em breve. Durante a CES 2023, o Consórcio de Carregamento Wireless (WPC, na sigla em inglês), deu detalhes de seu novo padrão Qi2, que se assemelhará à solução da Apple.

Padrão MagSafe foi inaugurado em celulares no ano de 2020 (Imagem: Divulgação/Apple)
Padrão MagSafe foi inaugurado em celulares no ano de 2020 (Imagem: Divulgação/Apple)

A nova geração dá sequência ao Qi, protocolo já utilizado atualmente em diversas bases sem fio. Porém, para funcionar, ele exige que os dispositivos estejam perfeitamente alinhados aos componentes de carregamento, algo que se torna especialmente problemático em bases maiores.

Este alinhamento ainda será necessário com o Qi2, mas agora os acessórios trarão peças magnéticas que auxiliam no posicionamento. É a mesma lógica utilizada pela Apple com o MagSafe, com módulos para celulares e notebooks.

Além de auxiliar na praticidade de uso dos novos carregadores, a tecnologia ainda promete aumentar a vida útil da bateria. Afinal, com o alinhamento correto, há menos dispersão de energia em forma de calor.

O Qi2 também permitirá que as companhias adicionem o carregamento sem fio a seus dispositivos que não trazem suporte para recargas por meio de superfícies lisas.

Tecnologia promove encaixe perfeito por meio de peças magnéticas (Imagem: Divulgação/Nomad)
Tecnologia promove encaixe perfeito por meio de peças magnéticas (Imagem: Divulgação/Nomad)

Foi dito ainda que o Qi2 foi desenvolvido em conjunto com a própria Apple. Isso significa que o padrão deverá ser compatível com o MagSafe de forma nativa — ademais, a Maçã ainda deve ser remunerada pelas marcas que produzirem acessórios do tipo.

O diretor de marketing do WPC Paul Golden já confirmou que o Qi2 terá suporte a recargas de até 15 W, mesma potência do Qi. Assim que o padrão for finalizado neste ano, o consórcio começará a trabalhar em otimizações para aumentar a velocidade dos carregamentos.

Opções semelhantes ao MagSafe para Android já existem

Tecnologias como o MagDart não se popularizaram entre celulares Android (Imagem: Divulgação/Realme)
Tecnologias como o MagDart não se popularizaram entre celulares Android (Imagem: Divulgação/Realme)

Desde que a Apple lançou o MagSafe para smartphones com o iPhone 12 de 2020, algumas marcas de Android já tentaram apresentar soluções semelhantes. É o caso da Realme com a tecnologia MagDart, por exemplo.

Porém, nada chegou perto do nível de qualidade oferecido pela Apple, e as grandes marcas sequer lançaram suas versões oficiais — realidade que pode mudar a partir da implementação do Qi2, com um padrão comum a todos os celulares.

O WPC espera que os primeiros aparelhos e acessórios compatíveis com o Qi2 sejam comercializados a partir do final de 2023. Até lá, suas especificações devem ser divulgadas de forma mais detalhada.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: