Mercado fechará em 1 h 49 min
  • BOVESPA

    111.150,17
    -923,38 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.382,33
    -636,58 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,50
    +0,09 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.933,10
    -9,70 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    23.813,62
    +825,05 (+3,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    544,14
    -1,18 (-0,22%)
     
  • S&P500

    4.171,32
    +52,11 (+1,27%)
     
  • DOW JONES

    33.928,03
    -164,93 (-0,48%)
     
  • FTSE

    7.820,16
    +59,05 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    21.958,36
    -113,82 (-0,52%)
     
  • NIKKEI

    27.402,05
    +55,17 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    12.802,75
    +388,50 (+3,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4720
    -0,0824 (-1,48%)
     

CES 2023: Lenovo Legion Pro 7 é aprimorado para 2023 com novas CPUs AMD e Intel

Seguindo com seus anúncios para a CES 2023, a Lenovo atualizou dois dos dispositivos mais avançados da família gamer Legion. Apesar de manterem o design dos antecessores, os novos laptops Legion Pro 7 e 7i trazem melhorias importantes em áreas como alimentação, resfriamento e construção, ao mesmo tempo em que adotam os chips estreantes de AMD, Intel e Nvidia. Enquanto isso, o desktop Tower 7i foi repaginado, e atualizado para as novas gerações de CPUs Intel e placas de vídeo da Nvidia.

Legion Pro 7 recebe novas CPUs e GPUs

Um dos modelos mais potentes de notebook gamer da marca, o Lenovo Legion Pro 7 e o Pro 7i chegam em suas versões 2023 sem grandes mudanças visuais, mantendo o que foi visto na geração anterior.

Há, porém, algumas melhorias, como a construção com metal reciclado para reduzir os impactos no meio ambiente. As maiores mudanças são internas, com a chegada das CPUs AMD Ryzen 7000 Dragon Range no Pro 7 e Intel Raptor Lake-HX de 13ª geração no Pro 7i.

Ambas as linhas têm como diferencial o uso de hardware dos processadores dos times vermelho e azul para desktop — basicamente, soluções como o Ryzen 9 7900X e o Core i9 13900 são reempacotadas em um formato que pode ser soldado aos notebooks.

Na prática, esse chips prometem oferecer um nível extremo de desempenho, quase idêntico ao dos desktops, além de beneficiar os laptops com uma gama mais ampla de conexões.

Os novos Legion Pro 7 e 7i não trazem grandes mudanças visuais, mas embarcam melhorias importantes, como o uso de metal reciclado na construção (Imagem: Lenovo)
Os novos Legion Pro 7 e 7i não trazem grandes mudanças visuais, mas embarcam melhorias importantes, como o uso de metal reciclado na construção (Imagem: Lenovo)

Além disso, a série Legion Pro 7 vem embarcada com as novas GPUs Nvidia GeForce RTX 4000 mobile e um coprocessador de Inteligência Artificial, que usa algo algoritmos avançados para avaliar o estresse que cada game exerce sobre o conjunto de processamento, otimizando diversas características para proporcionar a melhor performance.

A refrigeração é um dos focos, visando possibilitar o uso do consumo máximo disponível para CPU e GPU sem qualquer throttling com uma versão aprimorada que tira melhor proveito da protuberância na traseira, sem deixar de lado as conexões robustas instaladas nessa área, que incluem a porta de carregamento (de impressionantes 330 W), portas USB-A, HDMI e Ethernet.

Um ponto interessante é que a porta USB-C traseira suporta carregamento, recurso que começa a chegar aos notebooks gamer apenas neste ano.

A família Lenovo Legion Pro 7 2023 vem embarcada com os novos processadores AMD Ryzen 7000 Dragon Range e Intel Raptor Lake-HX, que utilizam hardware de desktop (Imagem: Intel)
A família Lenovo Legion Pro 7 2023 vem embarcada com os novos processadores AMD Ryzen 7000 Dragon Range e Intel Raptor Lake-HX, que utilizam hardware de desktop (Imagem: Intel)

No caso do Legion Pro 7, a novidade tem um porém: é preciso definir o aparelho para o modo híbrido, em que a GPU dedicada é desabilitada, e apenas os gráficos integrados estão habilitados. É possível que a medida seja uma necessidade diante da baixa quantidade de energia fornecida — ao menos em comparação ao conector oficial de recarga.

O tradicional teclado da Lenovo está de volta, incluindo a retroiluminação RGB configurável por tecla (e na barra frontal de LED) através do Lenovo Spectrum, a solução integrada da empresa no software de gerenciamento geral Vantage. O sistema de iluminação tira proveito do funcionamento por tecla para facilitar a ativação de atalhos, acendendo apenas as teclas de funções e eventuais atalhos definidos pelo usuário.

O tradicional teclado da Lenovo está de volta, contando com retroiluminação RGB configuráve por tecla, ao lado de uma faixa frontal de LED RGB (Imagem: Lenovo)
O tradicional teclado da Lenovo está de volta, contando com retroiluminação RGB configuráve por tecla, ao lado de uma faixa frontal de LED RGB (Imagem: Lenovo)

As telas, em proporção 16:10, chegam a opções de 240 Hz, grande upgrade em comparação ao limite de 165 Hz da geração anterior, e podem ter a taxa de atualização trocada a qualquer instante pelo atalho FN + R, para preservar bateria — a gigante não detalhou se, ao tirar o aparelho da tomada, a troca automática pode ser configurada como em notebooks concorrentes.

Independente disso, a autonomia sob condições ideais não deve ser um problema, considerando o tanque de 99,99 Wh, uma das maiores do mercado e número limite legalmente possível para que um dispositivo possa ser usado em aviões.

Os novos Legion Pro 7 e Pro 7i ainda não tiveram detalhes de preço e disponibilidade revelados, mas novidades devem ser divulgadas nos próximos meses.

Legion Tower 7i traz novo visual e CPUs Raptor Lake

Um dos desktops mais robustos da Lenovo, o Legion Tower 7i 2023 estreia com o mesmo tamanho de 34 litros da geração anterior, mas agora em visual totalmente renovado, que aprimora o fluxo de ar na grelha frontal e no topo, munidas de um número maior de perfurações e espaço para instalação de mais ventoinhas.

Tirando proveito do espaço disponível, a gigante também fornece placas-mãe no formato ATX, proporcionando o máximo de conexões e portas de expansão possíveis.

Trazendo visual renovado, que aprimora o fluxo de ar, o Lenovo Legion Tower 7i 2023 traz configurações com processadores Intel Raptor Lake-K de 13ª geração e GPUs Nvidia até a RTX 4090 (Imagem: Lenovo)
Trazendo visual renovado, que aprimora o fluxo de ar, o Lenovo Legion Tower 7i 2023 traz configurações com processadores Intel Raptor Lake-K de 13ª geração e GPUs Nvidia até a RTX 4090 (Imagem: Lenovo)

Ao menos nos EUA, todas as configurações lançadas trarão por padrão três ventoinhas frontais para puxar ar frio e uma ventoinha traseira para exaustão, bem como opção de uso de refrigeração líquida, CPUs Intel Raptor Lake-K de 13ª geração com suporte a overclocking, GPUs Nvidia GeForce RTX 4000 até a RTX 4090 e uma inédita fonte de 1.200 W, complementando a versão base de 850 W — ambas totalmente modulares para facilitar a organização dos cabos.

Outra novidade interessante para entusiastas da iluminação RGB é a adição de um botão na traseira para troca rápida de perfis das luzes, eliminando a necessidade de acessar o software da marca para reconfigurá-la.

Assim como os notebooks, detalhes mais específicos das configurações, incluindo conectividade, além de preços e prazos de disponibilidade devem ser divulgados nos próximos meses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: