Mercado fechará em 40 mins

CES 2023 | Displace TV funciona sem fio e se fixa na parede sem suporte

Além dos grandes anúncios, a CES também é lar de algumas startups com projetos curiosos. Esse é o caso da Displace TV, televisor da pequena empresa de mesmo nome que garante ser "a primeira TV sem fio do mundo". Além de um design minimalista e relativamente leve, de menos de 9 kg, o aparelho tem painel 4K, câmera pop-up, funcionamento a bateria, recurso para conectar múltiplas unidades e um mecanismo engenhoso para se fixar à parede sem um suporte dedicado, mas cobra um preço bastante salgado pelo conjunto.

O projeto ganhou seu primeiro teaser há três semanas, em um vídeo que exibia as principais características do televisor e apontava para uma apresentação oficial nesta quinta (5), na CES 2023. Alguns veículos tiveram acesso ao dispositivo que parece bastante promissor à primeira vista, ainda que no momento detalhes técnicos, como o tipo de painel utilizado, não estejam disponíveis.

A Displace TV possui um visual minimalista, com corpo em metal e display quase sem bordas, mas chama atenção por não possuir qualquer conexão. Para isso, a companhia centralizou os cabos em uma central de processamento separada, que realiza o streaming do sinal para a tela. Já para alimentação, a TV utiliza 4 baterias hot-swappable (que podem ser trocadas sem que o aparelhos seja desligado) capazes de oferecer até um dia de autonomia.

Um dos aspectos que mais chama atenção é a fixação em superfícies sem o uso de suportes, realizada através de um mecanismo de dupla sucção, o Active Loop Vacuum, que gera um vácuo para mantê-la presa — pense nas ventosas, que prendem brinquedos e outros acessórios no vidro, mas com motores para possibilitar a fixação em qualquer superfície plana. Para garantir firmeza, a Displace TV reforça o vácuo periodicamente, permitindo ainda ao usuário desprendê-la da parede ao segurar um botão dedicado.

O lançamento também dispensa o controle remoto, utilizando comandos de voz, toque ou mesmo gestos para ser controlado, através da câmera pop-up presente no topo. Há um certo nível de inteligência no aparelho que, caso o comprador tenha adquirido mais de uma unidade, realiza a troca da transmissão automaticamente ao detectar que o espectador trocou de cômodo. Mais do que isso, aqueles que quiserem arriscar com afinco no projeto podem comprar múltiplas TVs para fixá-las juntas e criar um painel de maior resolução.

Para ter o conjunto futurista, interessados terão de desembolsar uma boa quantia de dinheiro: cada unidade é vendida por salgados US$ 2.999 (~R$ 16 mil), mas há "um desconto" para quem adquirir um kit com 2 TVs, vendido por US$ 5.399 (~R$ 30 mil), ou com 4 TVs, disponível por US$ 8.999 (~R$ 50 mil). Vale destacar ainda que é necessário pagar 10% do valor adiantado, para reservar o direito de comprar o dispositivo, enquanto a disponibilidade prevista é de dezembro de 2023.

A Displace TV é promissora e, como mostram os testes feitos por veículos como CNET e Engadget, funciona como prometido, mas cobra um preço alto por um conjunto sem grandes garantias, especialmente se tratando de uma startup. Quem busca por um conceito futurista (e tem dinheiro para isso) pode se sentir mais seguro com a recém-anunciada Signature OLED M3 da LG, que apesar de ainda precisar de tomadas e base convencional, também abandona os fios ao realizar o streaming de sinal 4K a 120 Hz por meio de uma central de processamento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: