Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.130,23
    -1.111,41 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.584,00
    -874,02 (-1,88%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,88
    +0,52 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.840,20
    +10,30 (+0,56%)
     
  • BTC-USD

    36.417,98
    -23,75 (-0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    718,30
    +3,10 (+0,43%)
     
  • S&P500

    3.800,87
    +32,62 (+0,87%)
     
  • DOW JONES

    30.965,08
    +150,82 (+0,49%)
     
  • FTSE

    6.712,95
    -7,70 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.642,28
    +779,51 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    28.633,46
    +391,25 (+1,39%)
     
  • NASDAQ

    12.985,25
    +183,00 (+1,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4823
    +0,0870 (+1,36%)
     

CES 2021 | Intel lança processadores capazes de identificar ransomwares

Felipe Ribeiro
·1 minuto de leitura

Um dos temas mais relevantes e debatidos atualmente na indústria da tecnologia é a segurança, com as empresas, a todo momento, anunciando novidades e soluções em software para combater e prevenir ataques. A Intel, por sua vez, resolveu fazer algo diferente e decidiu criar algo dentro de seus processadores para ajudar a impedir invasões, sobretudo de ransomwares, uma das maiores ameaças existentes na rede.

Por ocasião da CES 2021, a gigante da tecnologia anunciou uma nova leva de processadores Core vPro de 11ª geração. Esses chips, que são voltados para uso corporativo, serão equipados com tecnologias como a Intel Threat Detection (TDT) e Hardware Shield, que serão executadas diretamente na CPU, ao invés de passar por instalações em sistemas operacionais.

Segundo a Intel, isso será possível graças a uma parceria com a Cybereason, que irá integrar a Intel TDT à sua plataforma de segurança nos próximos meses. Durante a CES, as empresas explicaram que essa é a primeira vez que teremos o hardware combatendo um ransomware.

Como o processador atuará?

De acordo com a Intel, o TDT analisa as métricas e comportamentos da CPU para detectar ameaças em tempo real, sem alterar o desempenho do chip para outras atividades. Essas ameaças podem incluir malware polimórfico, scripts sem arquivos, criptomineração, ransomware e outros ataques direcionados. Já o Intel Hardware shield restringe o movimento lateral assim que uma infecção é detectada, evitando a injeção de código malicioso bloqueando o BIOS.

Esses novos processadores ainda chegarão ao mercado por meio de notebooks e PCs de empresas parceiras. Ainda durante a CES 2021, a Intel anunciou uma linha completa de novos processadores, como os novos N-Series de 10 nanômetros e os H-Series, voltados para o mercado mobile.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: