Mercado fechado

CES 2020 | Amazfit apresenta linha inteligente de produtos para o bem-estar

Rafael Arbulu

A fabricante de wearables Amazfit aproveitou a realização da Consumer Electronics Show (CES) 2020 para apresentar uma nova linha de produtos destinados ao bem-estar do usuário, com foco em pilares diversificados de atuação e indo desde a prática de exercícios até o aprimoramento do sono de seus consumidores.

O principal destaque fica para os earbuds da empresa — os Amazfit Powerbuds —, um par de fones sem fio que conta com diversas inovações em seu uso. Falando primeiramente do aspecto físico, o design deles não difere muito da maioria dos earbuds que você encontrapor aí, mas ele conta com acessórios incluídos na compra, como dois prendedores magnéticos que ancoram os fones nos ouvidos durante exercícios mais intensos.

(Imagem: Divulgação/Amazfit)

Além disso, os Powerbuds também medem sua frequência cardíaca em tempo real, alertando o usuário no caso de identificar algo incomum. Bastante leves em seu uso, os Powerbuds contam com apenas 30% do peso dos AirPods da Apple, além de terem certificação IP55 de resistência contra água/suor e poeira, tecnologia de cancelamento de ruído, modo de permissão de passagem para o som ambiente (ideal para quando se pratica exercícios na rua, por exemplo), bateria com duração de até 8 horas e case de recarga que amplia essa capacidade para um dia completo, além de controles laterais de toque (aceitar/recusar ligações, play, pause e volume) e preço até que amigável ao bolso: US$ 99,90, equivalente a R$ 405,22 na conversão direta.

Ainda na seara dos fones de ouvido, a Amazfit também mostrou na CES 2020 os Zenbuds. Ao contrário dos Powerbuds, porém, eles não são “fones” no sentido literal da palavra: estão mais para plugues auriculares que você usa nas orelhas quando for dormir. Os Zenbuds empregam tecnologia de bloqueamento de som em paralelo com monitoramento de sinais, como frequência cardíaca, posição e qualidade do sono — reunindo tudo isso em um relatório.

(Imagem: Divulgação/Amazfit)

O bacana é que, ainda que eles não reproduzam suas playlists do Spotify, os Zenbuds têm capacidade sonora, emitindo sons relaxantes para ajudar o usuário a cair no sono mais facilmente. Sozinhos, os Zenbuds possuem 8 horas de bateria, mas isso pode ser estendido para impressionantes oito noites com o case de recarga. O preço sugerido deles é de US$ 149,90 (R$ 608,35 convertendo diretamente).

Academia em casa

A empresa não parou nos fones, mostrando também o Amazfit Homestudio, uma espécie de esteira de corrida portátil que conta com a esteira em si (chamada de Amazfit Air Run) e um display vertical de 43 polegadas (a empresa o chamou de Smart Gym Hub) e sistema de alto-falantes surround da JBL. O interessante é que o display e a esteira são independentes, podendo ser utilizados em uma variedade de exercícios.

E “variedade” é a palavra-chave aqui: com o Homestudio, consumidores terão acesso a aulas específicas de cada linha de exercício, com modos de corrida específicos na esteira, ou aulas de ioga e alongamento no display, para citar alguns exemplos. Já a Air Run traz um design mais arrojado, com a cinta de corrida mais larga (oferecendo mais espaço nas laterais para a corrida), além dos mesmos alto-falantes JBL do display vertical e conectividade com dispositivos de medição de frequência cardíaca e monitoramento de sinais vitais. Ah, e ela é dobrável, sendo montada ou desmontada em até cinco segundos e cabendo em locais mais apertados.

(Imagem: Divulgação/Amazfit)

Um smartwatch altamente resistente

Nem só da malhação caseira vive o atleta, seja ele amador ou profissional — e a Amazfit, pensando nisso, também mostrou o T-Rex, um smartwatch com certificação de resistência do Exército dos Estados Unidos. A ideia de seu uso é unir a prática de exercícios comuns com o senso aventureiro dos esportes outdoor, como ciclismo, trilhas, natação de longa distância e maratonas.

O T-Rex conta com display de 1,3 polegadas (padrão AMOLED), bateria de até 20 dias de duração, GPS, funções de monitoramento de diversos sinais vitais e até mesmo suporte à tecnologia GLONASS (a versão russa do GPS), mas a empresa não informou o preço sugerido do brinquedo.

(Imagem: Divulgação/Amazfit)

Agora, se você prefere um dispositivo mais leve que o T-Rex, a Amazfit também revelou na CES 2020 o Bip S, sucessor da pulseira fit Bip Lite. A nova fitness tracker conta com display transreflexivo, 31g de peso e resistência à água, com bateria de duração de 40 dias, GPS e monitoramento de frequência cardíaca e condição física geral.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: