Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,60
    -0,06 (-0,08%)
     
  • OURO

    1.784,50
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    32.650,87
    -2.624,03 (-7,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    783,22
    -67,13 (-7,89%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.062,29
    +44,82 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.575,16
    +86,16 (+0,30%)
     
  • NIKKEI

    28.608,51
    +597,58 (+2,13%)
     
  • NASDAQ

    14.144,25
    +14,25 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9750
    -0,0003 (-0,01%)
     

Cerca de 175 mil empresas pediram crédito por meio do Pronampe, diz Caixa

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - Cerca de 175 mil empresas já pediram empréstimos por meio da linha de emergencial para pequenos negócios lançada na semana passada, informou nesta terça-feira a Caixa Econômica Federal, instituição responsável pelo repasse dos recursos.

Segundo dados do banco estatal, das empresas que manifestaram interesse em contratar o produto, três mil pré-contratos estão em fase de finalização.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse mais cedo que o número de operações de crédito consignado no banco bateu recorde na última sexta-feira, atingindo volume de 520 milhões de reais.

"Isso mostra que o mercado de crédito está voltando, até mais rápido do que se esperava", disse Guimarães durante conferência online da Febraban, a entidade que representa os grandes bancos do país, do qual participaram também os presidentes de Bradesco, Itaú Unibanco, Santander Brasil e BTG Pactual.

(Por Aluísio Alves)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos