Mercado fechado

Cerca de 10% da população mundial já teve COVID-19, afirma OMS

Fidel Forato
·2 minutos de leitura

Com os casos de pacientes assintomáticos e os que não contaram com ajuda médica, é difícil calcular quantas pessoas a pandemia da COVID-19 já afetou no globo. De acordo com porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 10% da população mundial contraiu o novo coronavírus (SARS-CoV-2), o que deixa a maior parte das pessoas ainda desprotegidas e vulneráveis ao patógeno.

Anunciada nesta segunda-feira (5), essa previsão foi construída a partir das “melhores estimativas atuais”, segundo o diretor-executivo da OMS, Michael Ryan. Em números totais, os 10 % corresponderiam a 780 milhões de infecções no globo. Entretanto, esse número é mais de 20 vezes os 35 milhões de casos registrados oficialmente, segundo a plataforma desenvolvida pela Universidade Johns Hopkins.

(Imagem: Reprodução/ Universidade Johns Hopkins)
(Imagem: Reprodução/ Universidade Johns Hopkins)

"Nossas melhores estimativas atuais nos dizem que cerca de 10% da população global podem ter sido infectadas por esse vírus. Varia dependendo do país, varia de urbano a rural, varia dependendo de grupos. Mas o que isso significa é que a vasta maioria do mundo continua em risco", explicou Ryan. "Estamos entrando em um período difícil. A doença continua a se espalhar", ainda lembrou o diretor da OMS.

COVID-19 no mundo

É importante entender que essa parte da população que teriam contraído a COVID-19 não é universal, ou seja, a porcentagem pode variar de acordo com a região do globo. “Isso varia conforme o país, varia do urbano ao rural, varia conforme os grupos”, comentou Ryan, durante reunião do Conselho Executivo da OMS.

Na ocasião, o diretor também alertou para o fato de que surtos da infecção por coronavírus estão aumentando em partes do Sudeste da Ásia. Também chama a atenção o aumento de casos e óbitos em áreas da Europa e na região Leste do Mediterrâneo, que já teriam, supostamente, controlado a COVID-19.

De acordo com o mapa interativo da Universidade Johns Hopkins, oficialmente são 35, 3 milhões de casos da COVID-19, sendo mais de um milhão de óbitos pela infecção. Entre os países, os Estados Unidos, a Índia e o Brasil registram o maior número de infecções no ranking internacional da doença. Além deles, 185 países são afetados atualmente em algum grau pela pandemia do coronavírus.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: