Mercado fechará em 26 mins
  • BOVESPA

    113.677,86
    -1.384,68 (-1,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,62
    +0,01 (+0,01%)
     
  • OURO

    1.755,40
    -39,40 (-2,20%)
     
  • BTC-USD

    47.730,72
    -340,91 (-0,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.226,16
    -7,13 (-0,58%)
     
  • S&P500

    4.479,67
    -1,03 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.825,38
    +10,99 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.518,50
    +14,50 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2048
    +0,0088 (+0,14%)
     

Cepal eleva projeção de crescimento para América Latina em 2021; vê avanço de 5,2% do Brasil

·1 minuto de leitura
Fábrica de alumínio em Pindamonhangaba, SP

SANTIAGO (Reuters) - A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) elevou nesta terça-feira sua estimativa de crescimento econômico para a região este ano a 5,9%, diante da base baixa de comparação e de expectativas melhores de desempenho global, melhorando também o cenário para o Brasil.

No início de julho, o órgão das Nações Unidas havia projetado um crescimento do Produto Interno Bruto regional de 5,2%.

Entre os ajustes para cima, a economia do Brasil deve crescer 5,2%, de 4,5% antes, enquanto que a expansão do México passou a ser calculada em 6,2%, de 5,8%.

"A dinâmica de crescimento em 2021 reflete o efeito de uma base de comparação baixa devido à queda de 2020 e de um forte componente de carrego estatístico", disse a Cepal em seu relatório.

O órgão acrescentou que a isso se somam "os efeitos positivos do contexto internacional e da gradual abertura das economias e a flexibilização das medidas de distanciamento físico".

Mas a Cepal alertou que o bom desempenho não será suficiente para recuperar o nível de 2019 e que o futuro está marcado por incertezas sobre o avanço desigual da vacinação e sobre a capacidade dos países de reverter os problemas estruturais anteriores à pandemia.

A comissão ainda destacou que depois recuarem em 2020, as exportações da região contribuirão positivamente para o crescimento do PIB tanto este ano como em 2022.

O consumo privado será o principal motor da expansão em 2021 e 2022, representando mais da metade do incremento da atividade econômica.

Para 2022, a Cepal manteve sua projeção de desaceleração do crescimento da região a 2,9%.

(Reportagem de Fabián Andrés Cambero)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos