Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.979,96
    +42,09 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.789,31
    +417,33 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,10
    -0,39 (-0,60%)
     
  • OURO

    1.869,60
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    43.407,98
    -831,14 (-1,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.218,10
    -35,04 (-2,80%)
     
  • S&P500

    4.127,83
    -35,46 (-0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.060,66
    -267,13 (-0,78%)
     
  • FTSE

    7.034,24
    +1,39 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    13.158,50
    -53,50 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4310
    +0,0009 (+0,01%)
     

CEO de startup do Vale do Silício é demitido por usar LSD no trabalho

Kaique Lima
·2 minuto de leitura
CEO de startup do Vale do Silício é demitido por usar LSD no trabalho
CEO de startup do Vale do Silício é demitido por usar LSD no trabalho

Justin Zhu, agora ex-CEO da plataforma de marketing digital Iterable, empresa sediada no Vale do Silício e com valor de mercado de US$ 2 bilhões (R$ 10,68 bilhões), foi demitido por usar LSD no trabalho. Segundo o próprio executivo, o uso do psicotrópico era feito em pequenas doses e tinha o objetivo de aumentar seu foco em suas atividades laborais.

Em comunicado interno enviado aos funcionários da empresa, o cofundador da empresa, Andrew Boni, explicou que a demissão de Zhu se deu por violações não especificadas no manual de políticas e valores da startup. “O comportamento de Zhu também abalou a confiança do conselho na capacidade de Justin de liderar a empresa no futuro”, dizia a nota.

Leia mais:

O uso de micro doses de drogas psicodélicas, como LSD e cogumelos se tornou uma espécie de tendência dentro do mundo dos negócios, principalmente no setor de tecnologia, nos últimos anos. Seus usuários defendem que um dos efeitos dessas drogas em doses controladas é o estimulo do cérebro e o aumento da criatividade e da produtividade.

Real ou placebo?

Justin Zhu teria usado uma micro dose de LSD antes de uma reunião com investidores. Crédito: LinkedIn/Reprodução
Justin Zhu teria usado uma micro dose de LSD antes de uma reunião com investidores. Crédito: LinkedIn/Reprodução

Especialistas divergem sobre os efeitos de micro dosagem de LSD e outras drogas, apesar de pequenos estudos que ainda precisam ser ampliados em escala e revisados por pares terem concluído que o LSD, especificamente, pode melhorar o humor e a cognição.

Em uma pesquisa publicada este ano na revista eLife, pesquisadores descobriram que os efeitos das micro doses não superaram o efeito do placebo. Isso sugere que todos os possíveis benefícios experimentados podem ser tanto psicossomáticos quanto farmacológicos.

Até o momento, a demissão de Justin Zhu é algo inédito em empresas do Vale do Silício e pode representar o início de uma guerra às drogas no mundo dos negócios. Resta saber se alguma outra empresa vai seguir o mesmo caminho na repressão desse tipo de prática.

Com informações do Futurism

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!