Mercado fechado

CEO do Spotify vê oportunidade de US$ 18 bilhões em anúncios

Lucas Shaw e Emily Chang
Foto: Getty Images

O Spotify criou o maior serviço de streaming de áudio do mundo ao convencer milhões de pessoas a pagar por música. Daniel Ek, fundador e CEO da empresa, agora vê oportunidade ainda maior em publicidade.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O setor de rádio dos Estados Unidos gerou cerca de US$ 18 bilhões em vendas de publicidade em um ano recente, e grande parte desses dólares será transferida para serviços como o Spotify, disse Ek em entrevista à Bloomberg Television. “É óbvio que atualmente o negócio da música está focado em assinaturas pagas”, disse Ek. Mas a publicidade de rádio é “maior do que toda a indústria de streaming é para música”.

Veja também

A publicidade respondeu apenas por 10% das vendas da empresa no ano passado, e esse segmento dos negócios do Spotify agora sofre o impacto da pandemia de coronavírus. Mas o interesse de Ek nos anúncios é o pilar das duas maiores iniciativas da empresa: uma incursão agressiva em podcasts e esforços para convencer artistas a comprarem anúncios no Spotify.

Aumentar as vendas de anúncios é vital para o Spotify gerar mais lucros e tranquilizar Wall Street que seu modelo de negócios tem potencial a longo prazo. A empresa perde dinheiro porque transfere às gravadoras a maior parte das vendas. Tanto os podcasts quanto o marketing musical podem diluir a participação das empresas de música a longo prazo.

Justin Bieber e The Weeknd, por exemplo, pagaram o Spotify para notificar possíveis ouvintes quando lançarem álbuns. Essa prática tem criado polêmica em alguns círculos da indústria da música. Gravadoras e artistas questionam por que deveriam pagar o Spotify pela promoção. O Spotify, argumentam, paga por suas músicas.

Ek acredita que as pessoas vão se convencer quando perceberem como a promoção no Spotify pode ser eficaz.

“Com o tempo, achamos que é uma oportunidade de receita significativa para o Spotify e para a indústria da música”, disse Ek. “Uma enorme barreira para muitos artistas hoje é a capacidade de promover suas músicas de maneira eficiente.”

Os podcasts podem levar mais tempo para mostrar resultados comerciais. Embora o setor tenha crescido rapidamente, as vendas totais de publicidade ainda são inferiores a US$ 1 bilhão.

O Spotify acelera os projetos para mudar isso. A audiência no Spotify mais do que dobrou no ano passado, e a empresa adquiriu três estúdios de podcast - Gimlet, Parcast e Ringer - para obter conteúdo novo. Também comprou a empresa de ferramentas e serviços Anchor. A empresa lançou dezenas de projetos exclusivos e apresentou novas ferramentas de publicidade em janeiro.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.