Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.294,69
    -1.317,84 (-3,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Jack Dorsey deixa cargo de CEO do Twitter

·2 min de leitura
Espera-se que Jack Dorsey deixe o cargo de CEO do Twitter "no curto prazo", de acordo com a CNBC, nos Estados Unidos. (Getty Images)
  • Jack Dorsey deve deixar o cargo de CEO do Twitter no curto prazo

  • Dorsey é CEO do Twitter desde 2015 e fez a plataforma evoluir no período

  • Conselho do Twitter era contra chegada de Dorsey seis anos atrás

Em nota divulgada no Twitter, Jack Dorsey anunciou que deixou o cargo de CEO da rede social. O movimento já era esperado e foi bastante especulado na manhã desta segunda por alguns veículos dos EUA.

Leia também

Dorsey é CEO do Twitter desde 2015, presidindo uma corrida difícil, mas relativamente bem-sucedida para a empresa. Durante os últimos dois anos, o Twitter começou a lançar rapidamente novos produtos e recursos. E embora nem todos tenham sido sucessos, eles sugeriram uma transformação em uma empresa muito mais ágil, pronta para se adaptar aos interesses de seus usuários.

Conselho do Twitter era contra chegada de Dorsey

O conselho do Twitter inicialmente não queria que Dorsey dirigisse a empresa. Dorsey era - e continua sendo - o CEO da Square, e os membros do conselho achavam que administrar o Twitter deveria ser um trabalho de tempo integral. Mas depois de servir como CEO interino por vários meses, ele finalmente os conquistou. É a segunda passagem de Dorsey como CEO, depois de ocupar brevemente o cargo em 2007, logo após fundar a empresa e antes de ser expulso em 2008.

Mais recentemente, Elliott Management, um grande investidor ativista, tentou tirar Dorsey do emprego em 2020, preocupado com seu desempenho e o crescimento do Twitter. Dorsey conseguiu se segurar após chegar a um acordo com a empresa, mas foi anunciado que um comitê do conselho seria formado para “avaliar o plano de sucessão do CEO”.

Dorsey também tem voltado cada vez mais sua atenção para a tecnologia além do núcleo do Twitter. Ele tweeta muito sobre Bitcoin, Web3 e outras tecnologias descentralizadas. Além disso, ele ainda é o CEO da Square. Ontem à noite, Dorsey twittou simplesmente: “Eu amo o Twitter”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos