Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,70 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,74 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,53
    -0,01 (-0,01%)
     
  • OURO

    1.792,40
    -14,50 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    23.100,97
    -112,70 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,65 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,90 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.216,50
    -110,50 (-0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2666
    -0,0739 (-1,38%)
     

CEO da Unity pede desculpas após chamar desenvolvedores de jogos de 'idiotas'

John Riccitiello pediu desculpas por afirmar que desenvolvedores que não pensam em monetização são
John Riccitiello pediu desculpas por afirmar que desenvolvedores que não pensam em monetização são "idiotas" (Steve Jennings/Getty Images for TechCrunch)
  • John Riccitiello é conhecido no mundo dos jogos por incluir microtransações em franquias de jogos;

  • CEO da Unity primeiro disse ter sido tirado de contexto pela publicação;

  • Divulgação da entrevista sem cortes evidenciou comentário ofensivo do diretor executivo.

O CEO da Unity John Riccitiello pediu desculpas após se envolver em polêmicas devido a uma entrevista, em que chamou alguns desenvolvedores de jogos de "idiotas". Riccitiello, que é ex-CEO da Electronic Arts, afirmou "sentir muito". “Estou ouvindo e farei melhor”, disse.

Riccitiello, que é um dos executivos mais bem pagos do setor de jogos, deu uma entrevista para o PocketGamer.biz, em que afirmou que os desenvolvedores que não pensam na monetização de seus jogos são "idiotas". “Algumas dessas pessoas são minhas favoritas no mundo para brigar – são as pessoas mais bonitas, puras e brilhantes”, disse Riccitiello. “Eles também são alguns dos maiores idiotas.”

Quando começou a circular nas redes, no dia 14 de julho, Riccitiello afirmou que a citação foi tirada de contexto, e pediu desculpas para quem se ofendeu com sua afirmação. “Clickbait”, ele afirmou. “Fora de contexto completo. Sinto muito se o que eu disse ofendeu algum desenvolvedor de jogos. Absolutamente amo as pessoas que fazem jogos. Trabalho criativo e árduo.”

Por conta das acusações do CEO, a publicação divulgou a transcrição não editada, que escancarou a simplicidade da afirmação de Riccitiello. O contexto da resposta havia sido uma pergunta sobre a fusão da Unity com uma empresa de tecnologia de entrega de anúncios, a IronSource.

No fim de semana, o diretor executivo da Unity postou um longo pedido de desculpas, em que admitiu nunca ter dito a frase em questão. Também buscou diferenciar os desenvolvedores que fazem jogos em busca da arte, e aqueles que buscam viver financeiramente do jogo e da venda de itens no jogo. “Ambas as motivações são nobres”, escreveu Riccitiello. “Se eu tivesse sido mais inteligente na escolha das minhas palavras, teria dito exatamente isso… esse retorno”.

Riccitiello é famoso no mundo dos jogos por já ter liderado a EA Games entre os anos de 2007 a 2013. Em 2012, com o lançamento de Mass Effect 3, a distribuidora foi criticada pelos métodos de monetização que incluíam um DLC já no primeiro dia, além de loot boxes, caixas de sorteio que se assemelham a jogos de azar. Nesse ano a empresa foi premiada como “Pior Empresa da América” pelo Consumerist, ganhando novamente em 2013, um mês após a saída de Riccitiello devido às reações negativas das microtransações em Dead Space 3.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos