Mercado fechará em 2 h 40 min
  • BOVESPA

    109.775,00
    -365,64 (-0,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.925,42
    +50,51 (+0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,47
    +0,59 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.884,20
    -46,60 (-2,41%)
     
  • BTC-USD

    23.646,56
    -171,78 (-0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    540,49
    +3,63 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.172,98
    -6,78 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.123,28
    +69,34 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.894,83
    +74,67 (+0,95%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.814,50
    -32,25 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5596
    +0,0699 (+1,27%)
     

Netflix confirma possibilidade de plano mais barato, mas com publicidade

A Netflix perdeu 200.000 assinantes em todo o mundo no primeiro trimestre desde o final de 2021 (Crédito: Getty)
A Netflix perdeu 200.000 assinantes em todo o mundo no primeiro trimestre desde o final de 2021 (Crédito: Getty)
  • Netflix tem sido contra a complexidade da publicidade e uma grande fã da simplicidade da assinatura

  • Possibilidade apareceu após a primeira queda de assinantes nos últimos 10 anos

  • A Netflix perdeu 200.000 assinantes em todo o mundo no primeiro trimestre desde o final de 2021

Reed Hastings, cofundador e co-CEO da Netflix, afirmou que estuda a possibilidade de criar planos baratos da plataforma. Essa foi uma possibilidade após a primeira queda de assinantes nos últimos 10 anos.

“Bastante aberta a oferecer preços ainda mais baixos com publicidade, como uma escolha do consumidor", disse o CEO ao The Verge.

Ele ainda admitiu que a plataforma tem sido "contra a complexidade da publicidade e uma grande fã da simplicidade da assinatura", afirmando que essa seria uma grande para empresa. Ele acrescentou, no entanto, que a empresa analisa uma opção de assinatura mais barata em com anúncios e deve surgir com uma solução "nos próximos um ou dois anos".

Netflix perde assinantes no primeiro trimestre e ação sofre na Bolsa de NY

A Netflix perdeu 200.000 assinantes em todo o mundo no primeiro trimestre desde o final de 2021, a primeira queda em mais de 10 anos, e suas ações caíram 23% em Wall Street nas negociações após o fechamento.

A gigante do streaming explicou que a queda se deve principalmente à dificuldade de conseguir novos assinantes em todo o mundo, e também à suspensão de seu serviço na Rússia.

A pioneira do setor teve um forte crescimento durante a pandemia. O mercado esperava uma correção, mas não tão forte.

A Netflix previa incorporar 2,5 milhões de clientes no período considerado, mas, pelo contrário, perdeu assinantes para um total de 221,64 milhões clientes.

"A suspensão de nosso serviço na Rússia e a diminuição progressiva do número de assinantes pagos russos levou a uma perda bruta de 700.000 assinaturas. Sem este impacto, teríamos 500.000 assinantes adicionais" em relação ao último trimestre de 2021, informou a empresa em comunicado.

A empresa faturou 7,9 bilhões de dólares no primeiro trimestre do ano, 10% mais que no mesmo período do ano passado, em particular graças aos aumentos do número de assinantes em 12 meses (+6,7%) e do valor de seu serviço.

O lucro foi de 1,6 bilhão de dólares, abaixo do valor do primeiro trimestre de 2021 (1,7 bilhão).